escrevinhador

por Rodrigo Vianna

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
23 de setembro de 2014, 11h11

MDA/CNT: Dilma e Aécio mostram fôlego, enquanto Marina encolhe

A nova rodada da pesquisa CNT/MDA, divulgada nesta terça-feira 23, mostra que a presidenta Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição ao Planalto, passou numericamente a ex-senadora Marina Silva (PSB) em um eventual segundo turno.

Por Carta Capital

A nova rodada da pesquisa CNT/MDA, divulgada nesta terça-feira 23, mostra que a presidenta Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição ao Planalto, passou numericamente a ex-senadora Marina Silva (PSB) em um eventual segundo turno entre as duas. É a primeira vez neste levantamento que Dilma surge em primeiro lugar. Dilma teria 42% das intenções de voto hoje, contra 41% de Marina, vantagem que configura empate técnico, pois a diferença continua dentro da margem de erro.

De acordo com a pesquisa, contratada pela Confederação Nacional do Transporte, Dilma oscilou de 42,7% para 42% das intenções no segundo turno com Marina, enquanto a candidata do PSB caiu de 45,5% para 41%. Diante da pesquisa anterior, divulgada em 9 de setembro, o número de indecisos e de eleitores que prometem votar em branco ou nulo aumentou. O primeiro grupo foi de 3,4% para 5,2% e o segundo, 8,4% para 11,8%.

A pesquisa mostrou que a candidatura de Aécio Neves (PSDB) ainda tem algum fôlego. O tucano segue em terceiro lugar, mas foi de 14,7% das intenções de voto no primeiro turno para 17,6%, enquanto Marina perdeu votos. A petista oscilou de 38,1% para 36%, enquanto a pessebista despencou de 33,5% para 27,4%. Também na pesquisa de primeiro turno houve uma alta no número de indecisos e votos nulos/brancos. Em 9 de setembro, 5,7% dos eleitores diziam estar em dúvida, mas agora são 9,3%. Os que prometiam não votar em nenhum dos postulantes eram 5,9% e agora foram para 7,2%.

Aécio também teve altas em eventuais disputas de segundo turno com Dilma e Marina. No cenário com a petista, ela tinha 13,8 pontos de vantagem sobre Aécio (47,5% a 33,7%). Agora, a vantagem caiu para nove pontos – 45,5% para 36,5%. Na disputa entre Marina Silva e Aécio, a vantagem da ex-senadora sobre o tucano caiu de 25,5 pontos (52,2% a 26,7%) para 10,2 pontos (43,1% a 32,9%).

As quedas de Marina Silva coincidem com uma elevação da taxa de rejeição da candidata. No dia 9, 31% dos eleitores diziam que não votariam na candidata do PSB “de jeito nenhum”, mas agora são 38,7%. A taxa de rejeição de Dilma variou para cima dentro da margem de erro (41,7% para 43,9%). A taxa de Aécio oscilou muito pouco para baixo (de 43,5% para 43,2%).

A pesquisa CNT/MDA divulgada nesta terça-feira 23 envolveu entrevistas com 2002 eleitores, realizadas em 137 municípios de 25 estados entre 20 e 21 de setembro. O levantamento foi registrado na Justiça Eleitoral com o número BR-00753/2014. A margem de erro da pesquisa é de 2,2 pontos percentuais para cima ou para baixo.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum