escrevinhador

por Rodrigo Vianna

24 de janeiro de 2011, 09h39

Dilma propõe corte de impostos para contratação

Da CartaCapital: Com o objetivo de incentivar o aumento dos empregos formais no País a presidenta Dilma Rousseff vai propor redução de contribuição à previdência na folha de pagamento das empresas. De acordo com a reportagem publicada nesta sexta-feira 21, no jornal Folha de S.Paulo, a proposta será enviada ao Congresso em fevereiro.

Dilma propõe corte de impostos em folha de pagamento

por Redação CartaCapital

Proposta que deve ser enviada ao Congresso em fevereiro pode aumentar o número de empregos com carteira assinada

Com o objetivo de incentivar o aumento dos empregos formais no País a presidenta Dilma Rousseff vai propor redução de contribuição à previdência na folha de pagamento das empresas. De acordo com a reportagem publicada nesta sexta-feira 21, no jornal Folha de S.Paulo, a proposta será enviada ao Congresso em fevereiro.

Inicialmente seria feito um corte de dois pontos percentuais na taxa de contribuição e, ao longo dos próximos anos, haveria um total de 14% de redução na taxa.

A estimativa da proposta, além de beneficiar as empresas, é de que a longo prazo aumente o número de funcionários com registro em carteira.

Com a medida, o governo espera que os números de emprego formal saiam dos 52% e vão para 60% já nos primeiros 12 meses da redução.

A redução da alíquota é a principal proposta da equipe que elabora projetos pontuais da reforma tributária, segundo a reportagem. O ministro da Fazenda Guido Mantega pretende incluir uma medida de compensação à Previdência Social pela perda de arrecadação provocada pela proposta.

Apesar de o projeto ainda não estar fechado, a proposta deve seguir para o Congresso no próximo mês.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum