escrevinhador

por Rodrigo Vianna

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
19 de novembro de 2014, 12h12

Guido Mantega sobre Celso Furtado: “É o arquiteto da economia política brasileira”

O dia 20 de novembro de 2014 marcará dez anos da morte de Celso Furtado. Para homenagear um dos grandes pensadores da realidade brasileira, apresentamos artigo antigo do então professor de economia da FGV Guido Mantega.

 Do Escrevinhador

O dia 20 de novembro de 2014 marcará dez anos da morte de Celso Furtado (1920-2004). Para homenagear um dos grandes pensadores da realidade brasileira, Escrevinhador apresenta um artigo antigo do então professor de economia da Fundação Getúlio Vargas, Guido Mantega, sobre Furtado e o pensamento econômico brasileira.

O artigo é de 1989, quando Furtado ainda estava vivo e escrevendo sobre o Brasil. O desenvolvimentista Mantega nem imaginava que ocuparia o Ministério da Fazenda por 10 anos… O ministro Mantega conhece bem os desafios da economia e enfrentou, na prática, a força daqueles que não se interessam pelo desenvolvimento nacional.

“Furtado é o pai do Modelo de Subsituição de Importações, do qual partiram e derivaram outras vertentes interpretativas. E aqui não se pretende negar o rico desenvolvimento teórico que se seguiu à Formação [deve-se reconhecer que ele foi o arquiteto Econômica do Brasil] e outros trabalhos de Furtado. Entretanto, deve-se reconhecer que ele foi o arquiteto que lançou os alicerces da economia política brasileira. À teoria dos choques adversos de Furtado sobre o advento da industrialização brasileira, seguiram-se a interpretação da industrialização liberada não pela crise, mas pelo expensão das exportações, a interpretação da dinâmica capitalista e outros vertentes que modificaram a ênfase, mas mantiveram o parentesco com a obra de Furtado”, escreveu Mantega.

Abaixo, leia a íntegra do artigo.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum