escrevinhador

por Rodrigo Vianna

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
06 de setembro de 2011, 12h30

Miro: o fim de carreira de José Serra; será?

Faltando mais de um ano para o pleito municipal de outubro de 2012, as pesquisas não dizem muita coisa sobre as tendências do eleitorado. A pesquisa Datafolha publicada sobre a estratégica disputa na capital paulista se encaixa neste padrão. De concreto, ela traz apenas um fato curioso, excelente para dar gargalhadas. O tucano José Serra, que se aliou ao que há de pior na política nativa na disputa presidencial de 2010, parece que está mesmo em fim de carreira.

O fim de carreira de José Serra
Por Altamiro Borges, no Blog do Miro

Faltando mais de um ano para o pleito municipal de outubro de 2012, as pesquisas não dizem muita coisa sobre as tendências do eleitorado. Elas servem apenas para vender jornal, aumentar as especulações e atiçar o escambo político. A pesquisa Datafolha publicada hoje (5) sobre a estratégica disputa na capital paulista se encaixa neste padrão. Ela pouco acrescenta!

De concreto, ela traz apenas um fato curioso, excelente para dar gargalhadas. O tucano José Serra, que se aliou ao que há de pior na política nativa na disputa presidencial de 2010, parece que está mesmo em fim de carreira. Apesar de toda sua exposição midiática, ele não atinge sequer 20% das preferências dos paulistanos. O notívago não deve ter dormindo neste final de semana.

As sangrentas bicadas tucanas
A própria Folha serrista já admite o trágico fim do seu afilhado. Segundo realçou o colunista Vinicius Mota, “o efeito imediato do Datafolha publicado hoje deve ser o afastamento de José Serra da disputa pela prefeitura paulistana. A opção pelo seu nome, nos dois cenários analisados, não chega a 20%”. As suas chances, que já eram remotas, minguaram de vez.

Ainda segundo o colunista da Folha, “a baixa pontuação de Serra na pesquisa – há menos de um ano, ele obteve 40% dos votos da capital no primeiro turno para presidente – e sua alta rejeição (32%) abrirão de vez a disputa no PSDB”. A briga entre os tucanos promete ser sangrenta, com muitas bicadas. O partido, que já perdeu sete vereadores na capital, vive o seu pior momento.

Desgaste de Gilberto Kassab
A pesquisa Datafolha aponta Marta Suplicy na liderança, o que dá novo fôlego a ex-prefeita e também atiça os debates no PT. De resto, ela mostra um cenário bastante fragmentado, com muitas candidaturas e fortes indefinições. Outro dado importante é o crescente desgaste do atual prefeito, Gilberto Kassab, que acaba de abandonar os demos para fundar o PSD.

Ele aparece com a menor aprovação nos seus quatro anos de gestão – ele assumiu a prefeitura em 2006 com a renúncia do padrinho Serra. Apenas 24% dos paulistanos avaliam como ótima ou boa a sua administração. Em 2008, o Datafolha – que torcia pelo ex-demo – divulgou que ele obteve 61% de ótimo e bom. Na sequência, o prefeito só registrou quedas. Agora, o caldo entornou de vez.

“A aprovação a Kassab teve queda em todas as faixas etárias e de renda, mas de forma mais acentuada entre os mais pobres, com renda familiar de até dois salários mínimos. Nesse estrato, o índice caiu oito pontos desde março e chegou a 19%. Os índices de ótimo e bom só cresceram entre os moradores com ensino superior”, conclui a Folha.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum