domingo, 20 set 2020
Publicidade

Preço dos alimentos cai: é hora de baixar os juros!

Por Nielmar de Oliveira, da Agência Brasil

Os dados do IPCA foram divulgados hoje (06), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e foram influenciados pela queda nos preços do item Alimentação e Bebidas, que recuou de 1,19% para 0,58%, entre abril e maio, apresentando desaceleração no ritmo da alta.

Os números indicam ainda que, enquanto os alimentos consumidos em casa caíram de 1,52% para 0,41%, entre abril e maio, a alimentação fora de casa subiu de 0,57% para 0,91%.

O grupo Transporte também deu significativa contribuição para a queda do IPCA, em maio, ao passar de 0,32% em abril, para – 0,45% em maio. No grupo, o IBGE destaca a queda de 21,11% nas tarifas aéreas, que registraram o mais forte impacto no índice; combustíveis (-0,67%); além de outros como automóveis usados (-0,24%), tarifas de ônibus interestaduais (-0,25%) e o seguro voluntário (-0,48%).

O IPCA é calculado pelo IBGE desde 1980 e se refere às famílias com rendimento de um a 40 salários mínimos, abrangendo as dez regiões metropolitanas do país, além de Brasília e dos municípios de Goiânia e Campo Grande.