escrevinhador

por Rodrigo Vianna

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
15 de junho de 2011, 19h37

PSD filia mortos: Serra não está entre eles

O IG traz a informação com destaque: pra sair do papel, o PSD ("novo" partido de Kassab) teria filiado até gente morta. Isso aconteceu em Santa Catarina. Kassab cria um partido que pode fazer alianças com setores do lulismo em 2012. Mas que tem múltiplas utilidades a médio prazo. E também pode servir de bóia para José Serra.

por Rodrigo Vianna

Eles não estão mortos

O IG traz a informação com destaque: pra sair do papel, o PSD, “novo” partido de Kassab, teria filiado até gente  morta. Isso aconteceu em Santa Catarina.

Muito vivo, Kassab cria um partido que pode fazer alianças com setores do lulismo em 2012. Mas que tem múltiplas utilidades a médio prazo. E também pode servir de bóia para José Serra, se o tucano se sentir (mais) isolado no PSDB.

Dia desses, conversei com um velho amigo que acompanha os bastidores da política paulista. Ele estranha que petistas e aliados “comemorem” o nascimento do PSD, pelo fato de enfraquecer ainda mais a aliança demo-tucana. Ok, esse enfraquecimento de PSDB e DEM é o resultado aparente da operação kassabiana. Mas quem olha mais à frente, como meu amigo, vê 2014 com dois candidatos potenciais à presidência: Aécio pelo PSDB e Serra pelo PSD.

Nesse cenário, Dilma (mesmo com a economia forte), teria dificuldades. Ainda mais, se baixar mesmo quase todas as bandeiras de esquerda. Bastaria a Aécio e Serra dizerem: “não vamos mexer com a economia, nem com os programas sociais do PT”. Diante desse cenário, o eleitor poderia ser levado a pensar: se os três candidatos defendem mais ou menos a mesma coisa, será que não seria melhor dar férias pra turma do PT?

Dilma faria campanha em 2014 acusando os tucanos de “privatistas”? Isso colou em 2006 (quando Alckmin se fantasiou com colete dos Correios, pra exorcizar o fantasma da privatização) e em 2010 – quando a base de esquerda se mobilizou pra evitar a volta dos tucanos ao poder. Mas não vai colar mais em 2014. Ainda mais agora que Dilma anunciou privatização dos aeroportos.

Por isso, esse meu amigo observa o cenário e diz: Serra pelo PSD e Aécio pelo PSDB, os dois juntos têm força pra levar a eleição ao segundo turno em 2014, contra uma candidatura petista. Nem precisarão de Marina Silva dessa vez.

Ah, mas a Dilma tem 70% de popularidade – mostrou o último DataFolha! E daí? Lula tinha mais de 80%, e ainda assim a eleição foi ao segundo turno em 2010. Popularidade não quer dizer, necessariamente, voto na urna.

2014 está longe demais, deixe de ser ansioso! Foi o que eu disse a meu amigo.

Ele reconheceu que é ansioso, mas lembrou: “2014 está longe, mas o jogo começa a ser montado agora”.

E o PSD, que (segundo o IG) filia até mortos, pode ser peça importante no tabuleiro.

Serra não está no PSD. Ainda. Mas também não está morto. Ainda.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum