escrevinhador

por Rodrigo Vianna

Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
15 de abril de 2015, 19h58

Sob pressão de protestos em todo o país, Câmara adia votação do PL da Terceirização

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, anunciou um acordo para transferir a votação dos destaques ao PL 4330/04 para a próxima quarta-feira.

Do Portal da Câmara

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, retomou a sessão do Plenário e anunciou um acordo de procedimentos para transferir a votação dos destaques ao projeto de lei da terceirização (PL 4330/04) para a próxima quarta-feira (22).

Ele anunciou que o acordo prevê o compromisso de vários partidos (PT, bloco PMDB, PSDB, bloco PRB, PR, SD, DEM, PDT, PPS e PV) de votarem contra qualquer requerimento de retirada de pauta e sem obstrução de qualquer outra matéria que possa trancar a pauta nesse intervalo.

Cunha disse que as votações dos destaques hoje seriam apertadas e que adiou a proposta de terceirização para quarta-feira para que se possa produzir um acordo com os líderes partidários. “Vamos produzir um acordo para que a votação não seja emperrada”, afirmou.

Para ele, ainda há muitas dúvidas sobre os destaques, e a apresentação hoje de sete emendas aglutinativas gerou insegurança para que os parlamentares votassem rapidamente.

O líder do governo, deputado José Guimarães (PT-CE), disse que 2/3 dos líderes pediram o adiamento da votação. Ele informou que, até quarta-feira, vai reunir representantes do governo, empresários e movimento sindical, com a participação do relator do projeto e de outros deputados, para tentar um acordo que envolva esses setores.

Servidores de ex-territórios

A Câmara deve analisar, em seguida, em sessão extraordinária, a Medida Provisória 660/14, que retornou do Senado com emendas. A MP trata de regras para o enquadramento de servidores dos ex-territórios de Rondônia, Roraima e Amapá em quadro em extinção da União.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum