Tucanos começam a preparar população para a falta d’água em São Paulo

O secretário estadual de Saneamento e Recursos Hídricos, Mauro Arce, declarou que a primeira cota da reserva técnica do Sistema Cantareira, o chamado volume morto, deve se esgotar no dia 21 de novembro, daqui a 56 dias.

Por Fernanda Cruz, da Agência Brasil

O secretário estadual de Saneamento e Recursos Hídricos, Mauro Arce, declarou que a primeira cota da reserva técnica do Sistema Cantareira, o chamado volume morto, deve se esgotar no dia 21 de novembro, daqui a 56 dias. Em entrevista concedida ontem (25), durante visita às obras do Parque Várzeas do Tietê, na zona leste da capital paulista, Arce disse que a situação vai se confirmar caso não chova.

O nível dos reservatórios do sistema tem registrado quedas consecutivas e chegou hoje (26) a 7,2% da sua capacidade, segundo a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). Há um ano, o volume armazenado era 41,3%.

Em nota, a secretaria informou que o esgotamento da primeira cota da reserva técnica só aconteceria “no pior dos cenários” e considerou remota a hipótese de não haver chuva nos próximos meses. Caso seja necessário, a Sabesp vai utilizar a segunda parte da reserva técnica, com 106 bilhões de litros de água.

São Paulo enfrenta a maior crise hídrica da história, intensificada pela escassez de chuvas. Desde maio, o sistema utiliza a primeira cota da reserva técnica, que acrescentou 182,5 bilhões de litros de água – equivalente a 18,5%, ao volume total do sistema. O Cantareira fornece água para 9 milhões de pessoas na Grande São Paulo e para as bacias dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR