Segunda Tela

04 de julho de 2016, 10h58

Duvivier responde Feliciano: “O dinheiro é ótimo! Certamente menor que o seu, pastor-deputado”

Em sua coluna, humorista fez questão de explicar sobre a rotina e as dificuldades para a realização de projetos culturais; Feliciano chegou a afirmar que artistas só se preocupam em “sugar as tetas do governo” e que Duvivier era beneficiado pela Lei Rouanet

Por Redação

Na última semana, o ator Gregorio Duvivier e o deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) bateram boca ao vivo no programa Pânico, da rádio Jovem Pan. O humorista concedia uma entrevista para divulgar o filme “Contrato Vitalício”, do grupo Porta dos Fundos, quando o pastor ligou para a rádio e começou a atacá-lo com informações falsas. Na maioria das vezes, Duvivier nem se dispôs a respondê-lo.

Porém, nesta segunda-feira (4), em sua coluna na Folha de S. Paulo, ele falou sobre a rotina de gravação do longa-metragem. Durante a discussão, Feliciano havia acusado Duvivier de ter se beneficiado com a Lei Rouanet para financiar a produção, o que foi negado pelo ator.

Em seu texto, o artista fez questão de falar sobre as doze horas de filmagens, seis dias por semana, dando detalhes de trabalhos que muitas vezes passam despercebidos pelo público, como figurino, continuidade e iluminação.

A atitude seria uma resposta ao parlamentar, que divulgou um vídeo afirmando que os artistas só se preocupam em “sugar as tetas do governo”. Ao explicar as dificuldades para a realização de projetos culturais como o filme do Porta dos Fundos, o humorista deu uma alfinetada em Feliciano e escreveu: “Mas o dinheiro é ótimo! Certamente menor que o seu, pastor-deputado”.

Foto de Capa: Reprodução/ Twitter


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum