Segunda Tela

06 de outubro de 2017, 11h46

Globo admite erro grave e pede desculpas a artista plástico no JN

Emissora divulgou a foto de Felipe de Freitas e Silva como sendo um dos suspeitos no caso de túnel perfurado para roubar o Banco do Brasil.

Emissora divulgou a foto de Felipe de Freitas e Silva como sendo um dos suspeitos no caso de túnel perfurado para roubar o Banco do Brasil.

Da Redação*

Um erro grave, que poderia ter consequências gravíssimas. A TV Globo pediu desculpas ao artista plástico Felipe de Freitas e Silva, durante a edição do “Jornal Nacional”, nesta quinta-feira (5). A emissora reconheceu o “erro involuntário”, após exibir a foto do rapaz como um dos suspeitos no caso do túnel cavado para assaltar o Banco do Brasil, na zona sul de São Paulo.

A Globo alegou que a foto foi repassada pelo dono do imóvel, que garantiu que a imagem de Felipe era a mesma que estava no WhatsApp do rapaz que havia alugado o imóvel. Essa casa foi alugada pela quadrilha para servir como base de apoio para a execução do crime.

“O ‘Jornal Nacional’ publicou uma foto que, segundo o dono da casa, seria o homem que havia alugado o imóvel, com quem encontrou pessoalmente”, narrou o repórter Cezar Galvão.

“O homem da foto se chama Felipe de Freitas e Silva e mora no interior do Mato Grosso do Sul. Por meio do advogado, ele enviou uma nota dizendo que nada tem a ver com o caso do túnel e que nem passagem pela polícia tem”, disse Sandra Annenberg. “Por esse motivo pedimos desculpas ao artista plástico pelo erro involuntário”, completou Heraldo Pereira.

Felipe de Freitas e Silva tem 32 anos, mora na cidade de Paranaíba (MS) e atualmente está se dedicando a um projeto voluntário, batizado de “Projeto Colores”. Ele estava com seu namorado jogando vôlei, quando foi avisado pela mãe que estava sendo procurado pela polícia de São Paulo. “Ela pediu para que eu fosse correndo para casa porque estava sendo procurado pela polícia de São Paulo por causa do ‘assalto do túnel’ (…) Fiquei chocado”, relatou ele.

Morando em uma cidadezinha com pouco mais de 40 mil habitantes, Felipe disse que depois da exibição de sua foto na reportagem do “Jornal Nacional” passou a andar na rua como se estivesse pelado. “Hoje foi a primeira vez que saí na rua – ele foi ao cartório e ao fórum – e parecia que eu estava pelado, foi muito desconfortável. Diante da reportagem, eu estava esperando que a polícia batesse na minha porta com o pedido de prisão”, lembrou.

Questionado sobre o pedido de desculpas da Globo, o artista plástico afirmou que a atitude o deixa aliviado, mas que ainda precisa sentar com o seu advogado para saber o que irá fazer.

Assista ao vídeo do momento em que o artista é citado no JN:

Ainda tentando processar a loucura desses dias turbulentos!

Uma publicação compartilhada por Xodó (@mr.xodozim) em

*Com informações do BOL

Foto: Reprodução

 

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum