Sindicato Popular

O que o brasileiro pensa?
11 de fevereiro de 2020, 08h14

Greve dos Petroleiros e segurança alimentar

Sua saúde está em risco: o fechamento da Fafen-PR levará produtores bovinos a usar ureia com formol

Campanha da FUP contra o fechamento da FAFEN-PR
Campanha da FUP contra o fechamento da FAFEN-PR

Pouca gente sabe que a indústria do petróleo no Brasil produz mais de 300 produtos diferentes: de plásticos a tecidos, de combustíveis a insumos para ração animal, de cosméticos a remédios.

Em Araucária, Paraná, encontra-se a planta da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen-PR). No dia 14 de janeiro o governo anunciou que a fábrica seria fechada. Além do fato de mil trabalhadores ficarem sem sustento, todo o país pode passar a comer carne com formol. Isso mesmo. Carne com veneno. Isso porque a Fafen-PR, pertencente ao Sistema Petrobrás, é a maior produtora do país de ureia pecuária. Esse insumo é utilizado como suplemento alimentar na ração bovina.

Segurança Alimentar e mercado internacional da carne brasileira comprometidos

Com o fechamento da Fafen-PR os pecuaristas terão de importar ureia agrícola o que encarecerá ainda mais a carne para o mercado brasileiro ou o que é mais provável, eles passarão a utilizar a ureia agrícola, que contém formol, para não empedrar no transporte. Isso terá consequências funestas para a saúde do povo brasileiro, mas também para o bolso do ruralista, pois a carne brasileira que domina o mercado internacional deverá sofrer sanções. Quem vai querer consumir carne com formol?

Gerson Castellano, funcionário da Fafen-PR e diretor da FUP argumenta sobre mais uma decisão irracional e entreguista do governo Bolsonaro:

“O fechamento da Fafen compromete a economia, a segurança alimentar e também a saúde do consumidor brasileiro. Por que importar insumos se podemos produzir aqui? Temos tecnologia, fábricas, matéria-prima e mão de obra especializada”.

A greve se amplia e petroleiros buscam mediadores em Brasília

Até o momento 95 unidades do Sistema Petrobras aderiram à greve em solidariedade aos trabalhadores da Fafen-PR: 43 plataformas, 18 terminais, 11 refinarias e mais outras 20 unidades operacionais e 3 bases administrativas com trabalhadores em greve por todo o país.

Veja no vídeo abaixo depoimento dos trabalhadores da Fafen-PR

Ao longo desta semana, a FUP, os sindicatos de petroleiros e a CUT irão a Brasília para dialogar com deputados e senadores no Congresso Nacional. O objetivo é que eles se sensibilizem e façam interlocução com a direção da Petrobrás e o governo visando à suspensão das demissões em massa na Fafen-PR, bem como das medidas arbitrárias que violam os fóruns de negociação previstos no Acordo Coletivo.

Em relação à qualidade da carne os petroleiros já têm um aliado: o senador Wellington Fagundes (PL-MT), membro da Academia Brasileira de Medicina Veterinária. Preocupado com o risco de uso da ureia agrícola na alimentação do gado, ele vem discutindo o assunto com o governo Bolsonaro.

Apoie também a greve dos Petroleiros, o fechamento da Fafen-PR compromete a nossa saúde!

Com informações do SindQuímica e Estadão

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum