Vídeo: Petroleiros parados! O que está havendo na Petrobras?

O canal Normose produziu um vídeo explicando as motivações e o ponto de partida da greve dos petroleiros; confira

O canal Normose publicou um vídeo nesta segunda-feira (17) explicando com detalhes as motivações da greve dos petroleiros e o desmonte que está acontecendo na estatal.

A paralisação comandada pela Federação Única dos Petroleiros (FUP) é a maior desde 1995 e, enquanto a mídia tradicional tenta esconder, a mobilização tem chamado a atenção no mundo. A força dos petroleiros tem mobilizado até mesmo outras categorias – como a dos caminhoneiros, que se juntou à greve mesmo com ordem judicial tentando impedir.

Os petroleiros afirmam que a Petrobras está fazendo uma manobra ilegal que fere a soberania nacional. Ao “fatiar” o Sistema para privatizar subsidiárias, a estatal perde a função social.

O ponto de partida da mobilização foi após o anúncio do fechamento da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados do Paraná (Fafen-PR). Os mais dem il trabalhadores que atual na empresa seriam demitidos sem seguir o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) firmado entre a direção da Petrobras e a FUP.

A greve nacional dos petroleiros já dura 15 dias e paralisou 114 unidades do sistema Petrobras.

Pautas

 A Federação Única dos Petroleiros – FUP busca negociar com a Petrobras e o governo as seguintes pautas:

a) A continuidade de produção na FAFEN-PR, a única fábrica da Petrobras que produz ureia sem formol para gado bovino.

b) Evitar a demissão de mil trabalhadores e a ruína econômica de Araucária, PR com o fechamento da FAFEN-PR.

c) Fechar o acordo coletivo.

d) Mudar a política de preços da Petrobras que além de trabalhar com apenas 30% da capacidade das refinarias pratica o Preço de Paridade de Importação – PPI. É isso que encarece os combustíveis como o diesel, gasolina e gás de cozinha.

Assista ao vídeo do canal Normose:

Avatar de Sindicato Popular

Sindicato Popular

O blog é uma parceria da Fórum com o Sindipetro-NF (Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense). Traz artigos e análises de temas de interesse dos trabalhadores.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR