“Custoso demais”: Michelle Bolsonaro define o que seu marido representa para o país

Por quanto tempo ainda o Brasil aguentará suportar o peso deste governo em nossas costas?

CYNARA MENEZES

“Custoso” é uma expressão do “mineirês” aplicada principalmente a crianças travessas, que dão muito trabalho aos pais. Foi este termo que a primeira-dama do país, Michelle Bolsonaro, utilizou para definir, em seu stories no instagram, o marido Jair, com uma foto onde o presidente entra no quarto de outra paciente do hospital onde está internado em São Paulo para cumprimentá-la. Sem máscara.

Sem querer, de brincadeira, a primeira-dama conseguiu definir como ninguém o que Bolsonaro tem representado para o país desde que chegou ao poder em 2019. Aos 66 anos, o presidente brasileiro se comporta como uma criança endiabrada, mal educada, grosseira, boca porca, que não dá sossego em nenhum momento e envergonha todo mundo. Custoso demais.

Qual foi o custo para o país do negacionismo do presidente em relação ao coronavírus? Terá custado quantos milhares de vidas? Qual o custo de Bolsonaro para a democracia brasileira? Para a Amazônia? Para os povos indígenas? Custoso demais

Ampliando a expressão mineira utilizada por Michelle, Bolsonaro é também “custoso” em outros sentidos. Qual foi o custo para o país do negacionismo do presidente em relação ao coronavírus? Terá custado quantos milhares de vidas? Qual o custo de Bolsonaro para a democracia brasileira? Para a Amazônia? Para os povos indígenas? Para as mulheres, os negros, os quilombolas, a população LGBTQIA+? Para a cultura? Custoso demais.

Por quanto tempo ainda o Brasil aguentará suportar o peso deste governo em nossas costas? O custo Bolsonaro é alto demais para a gente continuar pagando, é preciso tirá-lo do Planalto já. Assim, o homem “custoso” poderia continuar dando trabalho só para Michelle, coitada.

Avatar de Socialista Morena

Socialista Morena

Uma nova forma de fazer jornalismo. Cultura, política, feminismo, direitos humanos, mídia e trabalho. Editora: Cynara Menezes

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR