Blog da Maria Frô

ativismo é por aqui

19 de maio de 2014, 11h10

Sindicato dos jornalistas do DF afirma que o STF desrespeita jornalistas da TV Justiça

Nota dura do sindicato dos jornalistas do DF contra o STF, que de acordo com o sindicato é “incompetente” na gestão da fatia que lhe cabe na Comunicação Pública, não respeita seus profissionais, não faz concurso público e precariza as relações de trabalho, além usar a mídia privada e monopolizada para reverberar ataques à comunicação pública.

Parece que ao menos os profissionais da comunicação ainda pública não aguentam mais o descaso com a comunicação e sua não regulação pelo Estado. Luz no fim do túnel. 

Leia o projeto de Lei PLIP de Lei de Mídia Democrática, imprima, colete assinaturas e devolva-as para a organização da campanha.  Ou democratizamos a comunicação ou esse monopólio midiático, colaboracionista da ditadura militar, destruirá todas as conquistas democráticas.

Leia também:

Mídia bandida e sua campanha diária para convencê-lo/la a odiar o país, as instituições e qualquer política pública inclusiva

A “babaquice” da pauta única da mídia concentrada sobre a fala de Lula no #4blogprog e na Virada Cultural

Supremo desrespeita jornalistas da TV Justiça

O que esperar de uma corte de justiça que é injusta com seus próprios trabalhadores, que desrespeita jornalistas comprometidos há anos com a transparência e a democratização das informações sobre o Judiciário? Segundo o jornal O Estado de São Paulo, em reportagem de 12 de maio, algumas das motivações para o planejado aumento no orçamento da TV Justiça seriam a existência de “chefes despreparados”, contratação de profissionais sem bagagem intelectual e de “baixa qualificação técnica”.

Veja também:  Após decisão de Toffoli, MP-RJ pede permissão para continuar investigação no caso Queiroz/Coaf

Este Sindicato vê com bons olhos a iniciativa de ampliar investimentos na disseminação de informações públicas, mas lamenta que ela parta da visão equivocada, desrespeitosa e injusta de que são os atuais profissionais de comunicação os responsáveis pelas deficiências da TV Justiça. Nenhuma palavra sobre as contratações precárias a que esses profissionais são submetidos, em terceirizações que só beneficiam as empresas; nenhuma palavra sobre as condições absurdas sob as quais esses trabalhadores exercem seus ofícios, sem estrutura técnica adequada; nenhuma palavra sobre a incompetência do Supremo Tribunal Federal ao não realizar concursos públicos para jornalistas, quando todos os demais canais públicos, e mesmo outros tribunais, há anos já têm jornalistas concursados.

Os profissionais que fizeram e fazem a TV Justiça merecem o reconhecimento por terem criado e mantido um canal em condições tão lamentáveis. Esperamos do STF mais que uma retratação – que a notória soberba provavelmente impedirá. Esperamos que reverta sua incompetência na gestão da fatia que lhe cabe na Comunicação Pública.

Veja também:  FHC sai em defesa de Aécio e acusa PSDB: “Jogar filiados às feras é oportunismo sem grandeza”

Mas o que esperar de uma corte cujo presidente manda um repórter chafurdar no lixo e tenta retaliá-lo? E cujo ex-presidente compara jornalismo com o preparo de refeições.

Sindicato dos Jornalistas Profissionais do DF

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum