Blog da Maria Frô

ativismo é por aqui

16 de outubro de 2010, 01h27

Capa da IstoÉ: Feitiço contra o feiticeiro

Na semana passada a Capa da Veja foi novamente motivo de piada no twitter e na blogosfera. Ah! Sim e todo mundo acertou o #bolaodaVeja, todos sabiam que Veja iria falar de aborto. Veja cada dia mais óbvia.

A capa pressupunha que éramos todos analfabetos funcionais. A intenção de Veja era pregar na candidata Dilma Rousseff a pecha de ‘mentirosa’, no entanto, a candidata sempre afirmou: ‘PESSOALMENTE sou contra o aborto, mas aborto é questão de saúde pública’ e disse com todas as letras no debate da Band que é melhor socorrer a mulher que mandar a polícia atrás dela, que prevenção não se faz com repressão.

Esta semana IstoÉ fez uma paródia da Capa de Veja. Ao invés do vermelhão petista que a Veja abomina, IstoÉ escolheu o céu de brigadeiro dos tucanos e, ao invés da guerrilheira Dilma, IstoÉ colocou o desmemoriado José Serra na capa, na mesma brincadeira de imagem reversa.

Só que desta vez, IstoÉ fez jornalismo de verdade. Serra em pleno debate na Band no dia 11/10/2010 ao ser questionado sobre o caixa 2 da campanha tucana disse não conhecer Paulo Petro (leitores do Maria Frô tão carecas de saber quem ele é: aqui, aquiaquiaquiaqui), apelido de Paulo Souza e no dia seguinte depois de ele mandar um recado pela Folha: “Não se larga um líder ferido na estrada a troco de nada. Não cometam esse erro”.  Serra refrescou rapidinho sua memória.

Ou seja, Serra tem muito a explicar sobre este desmemoriamento. Amanhã vou correndo comprar IstoÉ.


Veja também:  Veja fotos da mansão de Paulo Preto, operador do PSDB

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum