Blog da Maria Frô

ativismo é por aqui

13 de junho de 2013, 17h08

Janio de Freitas: “E as polícias são sempre as mesmas na estupidez inútil da sua violência armada e da irracionalidade”

Por sugestão de Maurício Machado

‘Arruaça policial’

Por Janio de Freitas, Folha

13/06/2013

 

“Estupidez é palavra de diferentes sentidos. A polícia paulista quer adotar todos para caracterizar seu fracassado papel contra os protestos que perturbam o centro paulistano.

Depois da estupidez dos tiros de balas de borracha e das bombas de gás lançadas a esmo contra os manifestantes, em enorme quantidade, vem o indiciamento por formação de quadrilha de dez detidos na terça-feira. Uma polícia que não distingue entre os que se valem de um momento caótico para fazer baderna, mesmo com vandalismo, e os que se organizam com a finalidade de ganhar pelo crime, não pode se impor nem a arruaceiros.

É inacreditável que as polícias, não só as nossas, jamais pensem em ações mais simples diante de manifestações coletivas. Ou, ao menos, desprovidas de violência. Com a quantidade de policiais, carros e motos postos no centro de São Paulo terça-feira, é incrível que à PM não tenha ocorrido alguma coisa como um cerco à manifestação em determinadas quadras. Para depois estreitar o aperto, fora das ruas necessárias ao trânsito intenso. Em vez da tentativa de desmontar a manifestação a poder de gás e balas de borracha.

Aqui ou fora, as manifestações são sempre as mesmas, com dificuldade de variação maior. E as polícias são sempre as mesmas na estupidez inútil da sua violência armada e da irracionalidade. Logo, os oportunistas estarão sempre prontos, entre os manifestantes, para entrar em ação. E quem lhes dá a oportunidade é sempre a polícia. As bombas de gás, os tiros, os cassetetes incitam as respostas desafiadoras: é a hora dos arruaceiros.”

Leia também:

Nota do MPL sobre a truculência policial e a seletividade da Justiça

Jornalismo vintage 1964 “Atacada com paus e pedras sempre que tentava conter a fúria dos baderneiros, a PM reagiu”

Alô, alô professor Hariovaldo assim não dá, a polícia está descendo a porrada em cidadãos de bem!

André Borges relembra os petistas: AOS COMPANHEIROS QUE SE ESQUECERAM DE LEME

O retrato da parcialidade da mídia em uma única página

Aos boquirrotos e aos pragmáticos com carinho

Leonardo Sakamoto só erra em achar que as ações autoritárias da PM são recentes

MPL em debate: o movimento é anti-petista?

A representação de Nacle contra Zagallo no Conselho Superior do Ministério Público: “Ainda há Advogados em São Paulo”

Promotor Zagallo já afirmou em documentos que “ladrão tem de ir para o inferno” e que os homossexuais são abertos a ‘experiências ardentes’

Corregedoria Nacional do MP também instaura reclamação contra o promotor que fez incitação ao crime no Facebook

MP abre processo contra promotor que incita crime na rede sugerindo que a PM matasse manifestantes do MPL

Promotor sugere no Facebook que PM atire em manifestantes do Movimento Passe Livre que ele arquivaria inquérito!

MPL: “se a tarifa não baixar, a cidade vai parar”

Nota pública do Movimento Passe Livre sobre a luta contra o aumento

Nota à Imprensa: Movimento Passe Livre de São Paulo

Denúncia: Polícia impede que manifestantes presos do Movimento Passe Livre falem com seus advogados

Movimento Passe Livre: #ExisteAumentoemSP

Renato Rovai: “A revolta é de jovens. E muitos pobres. E com raiva. E isso ninguém me contou. Eu vi.”

Aos que querem desqualificar a luta da juventude por uma cidade de direitos

Sérgio Bruno: Ao promotor Zagallo, de colega para colega

Erra quem transforma a questão de SP em um problema único e exclusivo do PT, erra também quem acha que não é um problema do PT

Cenas fortes de ato de covardia explícita: 10 armados de cassetete contra um ‘armado’ com câmera fotográfica

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum