Blog da Maria Frô

ativismo é por aqui

10 de junho de 2013, 17h19

MPL: “se a tarifa não baixar, a cidade vai parar”

Por: Movimento Passe Livre, via mail

Nesta segunda-feira, 10.06, o Movimento Passe Livre estendeu um bandeirão contra o aumento das passagens do transporte público na Ponte Estaiada por volta do meio-dia. O cartão postal da cidade, que consumiu um imenso montante de dinheiro público em sua construção, foi escolhido justamente por simbolizar a priorização das obras viárias, voltadas ao transporte individual, em detrimento de investimentos no transporte público. Afirmando que “se a tarifa não baixar, a cidade vai parar”, a bandeira foi pendurada sobre a linha de trem.

 

Gabriela Batista (Estaiada)

 

Foto: Gabriela Batista (Estaiada)

Simultaneamente, uma faixa menor, com o símbolo do movimento, foi estendida na faixada da Câmara Municipal, cobrando dos nossos representantes eleitos o compromisso com a pauta que vem mobilizando milhares de pessoas na cidade.


Laura Viana (Câmara)

Está marcado para amanhã às 17h na Praça do Ciclista (cruzamento da Consolação com a Paulista) outro protesto contra o aumento.

Leia também:

MP abre processo contra promotor que incita crime na rede sugerindo que a PM matasse manifestantes do MPL

Promotor sugere no Facebook que PM atire em manifestantes do Movimento Passe Livre que ele arquivaria inquérito!

Nota pública do Movimento Passe Livre sobre a luta contra o aumento

Nota à Imprensa: Movimento Passe Livre de São Paulo

Denúncia: Polícia impede que manifestantes presos do Movimento Passe Livre falem com seus advogados

Movimento Passe Livre: #ExisteAumentoemSP

Renato Rovai: “A revolta é de jovens. E muitos pobres. E com raiva. E isso ninguém me contou. Eu vi.”

Nota pública do Movimento Passe Livre sobre a luta contra o aumento

Aos que querem desqualificar a luta da juventude por uma cidade de direitos

Sérgio Bruno: Ao promotor Zagallo, de colega para colega

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum