Imprensa livre e independente
05 de julho de 2019, 15h21

Bolsonaro defende Moro e diz que vai ao gramado do Maracanã em busca de respostas

“Pretendo domingo não só assistir à final do Brasil com o Peru. Bem como, se for possível e a segurança me permitir, iremos ao gramado. O povo vai dizer se nós estamos certos ou não”, afirmou Bolsonaro

Bolsonaro e Sergio Moro (Foto: Divulgação/MJSP)
O presidente Jair Bolsonaro minimizou mais uma vez a divulgação de conversas comprometedoras do ministro da Justiça, Sérgio Moro, com o procurador Deltan Dallagnol. Ao comentar, nesta sexta-feira (5), sobre a final da Copa América, ele evitou entrar em detalhes sobre a reportagem da revista Veja, mas disse que o “povo vai dizer” se está certo. “Pretendo domingo não só assistir à final do Brasil com o Peru, bem como, se for possível e a segurança me permitir, iremos ao gramado. O povo vai dizer se nós estamos certos ou não”, afirmou Bolsonaro em evento de aniversário da guarda presidencial, destacando que chamou...

O presidente Jair Bolsonaro minimizou mais uma vez a divulgação de conversas comprometedoras do ministro da Justiça, Sérgio Moro, com o procurador Deltan Dallagnol. Ao comentar, nesta sexta-feira (5), sobre a final da Copa América, ele evitou entrar em detalhes sobre a reportagem da revista Veja, mas disse que o “povo vai dizer” se está certo.

“Pretendo domingo não só assistir à final do Brasil com o Peru, bem como, se for possível e a segurança me permitir, iremos ao gramado. O povo vai dizer se nós estamos certos ou não”, afirmou Bolsonaro em evento de aniversário da guarda presidencial, destacando que chamou Sérgio Moro para acompanhá-lo.

Leia também
Veja assume que errou ao ter tratado Moro como herói: “diálogos violam o devido processo legal”

No jogo contra a Argentina, o presidente foi criticado por dar uma “volta olímpica” e sofreu algumas vaias.

Mais cedo, Bolsonaro publicou um vídeo no Twitter afirmando que “respeita a todas as instituições, mas é ao povo a quem deve lealdade”, horas depois da reportagem ser divulgada pela Veja.

Com informações da Folha.

Veja também:  #VazaJato no Twitter: os influenciadores

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum