Imprensa livre e independente
22 de fevereiro de 2019, 22h29

Bolsonaro demite presidente da EBC

Segundo a Folha, Bolsonaro teria decidido demitir Luiz Antonio Ferreira após ele, supostamente, ter discutido com o ministro da Secretaria de Governo por conta de corte de pessoal na empresa; ex-presidente da estatal nega

Foto: Divulgação
O presidente Jair Bolsonaro demitiu, nesta sexta-feira (22), o presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Luiz Antonio Ferreira. Ele havia sido nomeado para comandar a estatal pelo ex-presidente Michel Temer. Sua exoneração será publicada no Diário Oficial da União na segunda-feira (25). “Haverá substituição e quem assumirá será Alexandre Henrique Graziani”, disse o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros. Grazini atuava, até então, como diretor de operações da empresa. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o motivo da demissão de Ferreira seria uma discussão que o agora ex-presidente da EBC teria tido com o ministro da...

O presidente Jair Bolsonaro demitiu, nesta sexta-feira (22), o presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Luiz Antonio Ferreira. Ele havia sido nomeado para comandar a estatal pelo ex-presidente Michel Temer. Sua exoneração será publicada no Diário Oficial da União na segunda-feira (25).

“Haverá substituição e quem assumirá será Alexandre Henrique Graziani”, disse o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros. Grazini atuava, até então, como diretor de operações da empresa.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o motivo da demissão de Ferreira seria uma discussão que o agora ex-presidente da EBC teria tido com o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Santos Cruz, que foi incumbido de reestruturar a estatal. O ex-presidente da EBC teria reclamado dos planos do governo de demitir 10% dos funcionários.

O ex-presidente da EBC, no entanto, nega a informação. “A movimentação feita pela Secretaria de Comunicação é um processo natural, sem desentendimento de qualquer natureza”, disse.

Atualmente, a EBC é composta por dois canais de televisão, sete emissoras de rádio e duas agências de notícias.

Veja também:  Bolsonaro deve abrir crédito suplementar em Saúde e Educação para pagar votos pela reforma da Previdência

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum