Imprensa livre e independente
21 de maio de 2019, 12h42

Bolsonaro prepara o autogolpe, por Daniel Samam

Só uma frente ampla e democrática nas ruas e nas instituições se torna fundamental e decisivo para conter um avanço de um projeto de poder notadamente totalizante e de caráter neofascista

Por Daniel Samam* Depois de compartilhar na última sexta-feira (17), por WhatsApp, um texto que afirmava que o Brasil era “ingovernável”, Bolsonaro abriu a semana postando em suas redes sociais um vídeo em que o pastor congolês Steve Kunda diz que ele foi “estabelecido por Deus para guiar o País”, convocando para que as pessoas vão às ruas no próximo domingo, dia 26 de maio, com um eixo claro de defesa de Bolsonaro – não do governo. O outro eixo do ato é contra o Congresso e o Supremo Tribunal Federal (STF), dando contornos ameaçadores à democracia. A convocação do...

Por Daniel Samam*

Depois de compartilhar na última sexta-feira (17), por WhatsApp, um texto que afirmava que o Brasil era “ingovernável”, Bolsonaro abriu a semana postando em suas redes sociais um vídeo em que o pastor congolês Steve Kunda diz que ele foi “estabelecido por Deus para guiar o País”, convocando para que as pessoas vão às ruas no próximo domingo, dia 26 de maio, com um eixo claro de defesa de Bolsonaro – não do governo. O outro eixo do ato é contra o Congresso e o Supremo Tribunal Federal (STF), dando contornos ameaçadores à democracia.

A convocação do Clube Militar para o ato do dia 26 dá os primeiros sinais de que a turma da caserna e dos porões topa a aventura. Isso sem contar a turma das baixas patentes (cabos, soldados, tenentes, etc.) da ativa, o porão das Polícias Militares nos estados e as milícias urbanas e rurais.

As orações puxadas por líderes religiosos, em esmagadora maioria cristãos (evangélicos e católicos), seguidas de pedidos de apoio ao presidente são indícios claros de movimentação destas bases no chamamento aos atos.

Veja também:  "Hoje a casa caiu, Dallagnol, Glen te viu, Glen te vê", sambistas fazem paródia com Vaza-Jato

Fora os grupos da extrema-direita instruída pelo olavismo, babando de ódio nas ruas e nas redes sociais. Aliás, esses grupos – na verdade, milícias virtuais – se proliferam nas redes e organizam ataques aos perfis, sites e blogs da direita ultraliberal, como o MBL e o Vem pra Rua. Com isso, temo que tais atos possam ser expressivos.

Minha preocupação central é que se continuar nessa trajetória de mobilização de diversos setores de base conservadora que contribuíram de forma decisiva para a eleição de Bolsonaro, junto à forte mobilização das milícias virtuais nas redes, o protesto pode reunir uma parcela significativa da base bolsonarista nas ruas. Embora não haja como mensurar o tamanho real desta base, também não dá pra cravar que será um completo fiasco.

Portanto, é bom ficarmos atentos, pois tem muita coisa pra rolar nesta semana. O momento é de extrema gravidade e polarização. E não tenhamos dúvidas: Bolsonaro e seus asseclas preparam o bote. Na verdade, o golpe. Um autogolpe que pode resultar num fechamento de regime.

Veja também:  Deputado vai acionar CCJ e PGR para que Moro e Dallagnol esclareçam "viagem surpresa" aos EUA

Só uma frente ampla e democrática nas ruas e nas instituições se torna fundamental e decisivo para conter um avanço de um projeto de poder notadamente totalizante e de caráter neofascista.

*Músico e educador. Filiado ao Partido dos Trabalhadores.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum