Imprensa livre e independente
05 de março de 2019, 16h19

Bolsonaro retuita Marcelo Bretas para defender policiais que matam em serviço

Bolsonaro pediu que o Congresso aprove leis para que agentes de segurança e outras pessoas possam matar "para defender a população".

Foto: Agência Brasil
O presidente Jair Bolsonaro compartilhou, nesta terça-feira (5), tuíte do juiz Marcelo Bretas para defender que policiais possam matar em serviço. Bolsonaro pediu que o Congresso aprove leis para que agentes de segurança e outras pessoas possam matar “para defender a população”. Tudo começou quando Bretas, juiz responsável pela Lava Jato no Rio de Janeiro, retuitou a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo. Mônica havia compartilhado matéria do UOL, segundo a qual 64% das pessoas mortas pela Polícia Militar em 2018 eram pretas e pardas. “Polícia mata”, comentou a jornalista sobre os dados. “Policiais também morrem … em...

O presidente Jair Bolsonaro compartilhou, nesta terça-feira (5), tuíte do juiz Marcelo Bretas para defender que policiais possam matar em serviço. Bolsonaro pediu que o Congresso aprove leis para que agentes de segurança e outras pessoas possam matar “para defender a população”.

Tudo começou quando Bretas, juiz responsável pela Lava Jato no Rio de Janeiro, retuitou a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo. Mônica havia compartilhado matéria do UOL, segundo a qual 64% das pessoas mortas pela Polícia Militar em 2018 eram pretas e pardas. “Polícia mata”, comentou a jornalista sobre os dados.

“Policiais também morrem … em determinadas circunstâncias, que só podem ser avaliadas casualmente e pelas autoridades competentes, a polícia deve usar a força e eventualmente até mesmo matar. Isso não é novidade. Está na lei”, escreveu o juiz, retuitando a postagem de Bergamo.

O perfil oficial do presidente da República, por sua vez, postou um print do tuíte de Marcelo Bretas e comentou: “Palavras minhas: é urgente que o Congresso aprecie matérias para que os agentes de segurança pública ou não, usem da letalidade para defender a população, caso precisem e estejam amparados por lei para que possamos resgatar a paz diante do terror que vivemos em todo Brasil”.

Veja também:  Doria defende Moro usando a lógica de que os fins justificam os meios

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum