Imprensa livre e independente
13 de agosto de 2018, 22h07

Boulos e Guajajara são fotografados por Bob Wolfenson

Considerado um dos maiores fotógrafos do mundo, Wolfenson, que se diz comunista, fez um retrato de Guilherme Boulos e Sonia Guajajara em solidariedade aos candidatos do PSOL

Considerado um dos maiores fotógrafos do mundo, Bob Wolfenson fez um retrato de Guilherme Boulos e Sônia Guajajara, candidatos à presidência e vice-presidência da República pelo PSOL. Militante do Partido Comunista Brasileiro na juventude, Wolfenson teria feito o registro em solidariedade aos políticos. O fotógrafo ganhou notoriedade principalmente nos anos 90, quando fotografou centenas de modelos e artistas para a revista Playboy. Ele também assinou editorias em revistas internacionais e clicou retratos das maiores top models do mundo, além de ter participado de uma série de campanhas publicitárias. Não é a primeira vez que Wolfenson fotografa um político brasileiro. Na...

Considerado um dos maiores fotógrafos do mundo, Bob Wolfenson fez um retrato de Guilherme Boulos e Sônia Guajajara, candidatos à presidência e vice-presidência da República pelo PSOL. Militante do Partido Comunista Brasileiro na juventude, Wolfenson teria feito o registro em solidariedade aos políticos.

O fotógrafo ganhou notoriedade principalmente nos anos 90, quando fotografou centenas de modelos e artistas para a revista Playboy. Ele também assinou editorias em revistas internacionais e clicou retratos das maiores top models do mundo, além de ter participado de uma série de campanhas publicitárias.

Não é a primeira vez que Wolfenson fotografa um político brasileiro. Na década de 80, por exemplo, fez um ensaio com o ex-presidente Lula.

Foto: Bob Wolfenson

 

Veja também:  Indígenas buscam apoio europeu contra desmatamento e ameaças a direitos humanos

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum