Alexandre de Moraes tem “personalidade sádica”, diz espiã de Allan dos Santos

Tatiana Bressan era estagiária no gabinete de Ricardo Lewandowski e usava perfil no Twitter com outro nome para divulgar postagens favoráveis a Bolsonaro e contra ministros e o STF

Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF
Escrito en BRASIL el

Tatiana Garcia Bressan, de 45 anos, estagiária do gabinete de Ricardo Lewandowski, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), e informante do blogueiro bolsonarista, Allan dos Santos, usava as redes sociais para praticar inúmeros ataques ao ministro Alexandre de Moraes.

A espiã utilizava um perfil no Twitter com outro nome (@visittabb). No dia 3 de setembro, por exemplo, ela compartilhou um vídeo de Moraes e escreveu junto que o ministro tem “personalidade sádica”, de acordo com informações da coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo.

Nos contatos iniciais, Tatiana afirmou ao blogueiro que usava a página com outro nome, depois de ter sido proibida por Lewandowski de fazer postagens.

No perfil ela divulgava uma série de publicações favoráveis a Jair Bolsonaro e contra ministros e o próprio STF.

Em 15 de agosto, a estagiária postou vídeo no qual dizia que Moraes “fez lobby no STF para livrar desembargador”, com a seguinte legenda: “PutaquepaRIUUUU mil vezes. Minha nossa!”.

Durante o 7 de setembro, a informante fez várias publicações para divulgar manifestações em favor de Jair Bolsonaro. Em uma delas, compartilhou foto de cartaz que tinha a frase “saindo daqui, nós vamos para um bar falar mal do Alexandre de Moraes”. “Também vou kkkkk”, escreveu Tatiana.

Em outra postagem, ela usou a hashtag “#7setPelaLiberdade”. No mesmo dia, publicou notícia do portal Epoch Times Português, que afirmava que promotores aposentados tinham pedido a prisão de nove ministros do STF e a notícia era acompanhada de foto de Moraes.

Ainda neste perfil, Tatiana defendia pautas características do bolsonarismo, como voto impresso, além de ser contra medidas de restrição impostas pelos governos para minimizar a propagação do coronavírus.

Depoimento

Relator do inquérito do financiamento e propagação de atos golpistas, Alexandre de Moraes determinou à Polícia Federal (PF) que colha o depoimento de Tatiana, informante de Allan dos Santos.

A ordem de Moraes aconteceu na manhã desta quarta-feira (6), depois da divulgação de conversas entre Tatiana e o blogueiro bolsonarista, acusado de ser um dos comandantes da milícia virtual que propaga fake news nas redes sociais.