Queiroga diz que vai visitar hospitais e conferir pessoalmente se estão morrendo mesmo de Covid-19

Além disso, o novo ministro da Saúde coloca em dúvida as informações de que as UTIs estão lotadas de pacientes vítimas da pandemia

Marcelo Queiroga. Foto: Geraldo Magela/Agência Senado
Escrito en BRASIL el

O ministro da Saúde foi trocado, mas as práticas negacionistas do governo Bolsonaro em relação à pandemia do coronavírus persistem. Antes mesmo de assumir a pasta, Marcelo Queiroga deixa nítido que vai seguir os passos do antecessor, o general Eduardo Pazuello.

Queiroga afirmou que, ao assumir o ministério, pretende ir aos hospitais para realizar uma espécie de blitz. O objetivo é conferir pessoalmente se as UTIs estão lotadas e se as pessoas estão mesmo morrendo de Covid, de acordo com informações da coluna de Lauro Jardim, em O Globo.

Jair Bolsonaro já colocou essas informações em dúvida. Nesta quinta-feira (18), por exemplo, ele disse: “Parece que só morre de Covid. Você pega, você pode ver… Os hospitais estão com 90% das UTIs ocupadas. Quantos são de Covid e quantos são de outras enfermidades?”, questionou.

Oxford

Queiroga tem se mostrado preocupado com a vacina de Oxford, a que a Fiocruz está produzindo. Ele afirmou que a suspensão de sua aplicação em diversos países europeus deve ser acompanhada com muita atenção.