HUMOR E POLÍTICA

Adnet faz paródia de Galvão Bueno narrando Fórmula 1 sobre Lula

“O choro dos opressores vai ficando impresso na história do Brasil”, ‘narra’ o humorista com o tema da vitória tocando ao fundo

Marcelo Adnet.Créditos: Reprodução
Escrito en BRASIL el

O humorista Marcelo Adnet deu a sua contribuição nesta segunda-feira (31) para as comemorações da eleição de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), ao divulgar áudio em sua conta no Twitter onde faz uma imitação do narrador Galvão Bueno, em suas famosas transmissões da Fórmula 1, e “narra” o final da apuração, concluída na noite do último domingo (30).

- Querem nos calar! A Fórum precisa de você para pagar processos urgentes. Clique aqui para ajudar

“E lá vem Luiz Inácio, todo o país vem com ele, vem virando mais cedo do que se imaginava. Lá vem ele, na ponta dos dedos, vem segurando a vantagem. A Bahia, o Maranhão, todo mundo de mãos dadas, lá vem ele, Luiz, Luiz, Luiz, Luiz…”, narra o humorista antes de tocar o famoso “tema da vitória” que as transmissões de Fórmula 1 da TV Globo tradicionalmente passam quando um brasileiro vence a prova.

Adnet nunca escondeu sua preferência pelo presidente eleito. Ao longo do mandato do atual presidente sempre expôs o caráter autoritário e pouco sofisticado de Jair Bolsonaro (PL) nas suas esquetes. No áudio ele lembrou setores que apoiaram Lula, como os entregadores de aplicativos, para na sequência brincar com o choro dos patrões e lembrar os recentes atiradores bolsonaristas, Roberto Jefferson e Carla Zambelli.

“Está instalado o choro impresso, pode chorar (…) E os empregadores vão chorando, olha o choro dos covardes, o choro dos opressores vai ficando impresso na história do Brasil. E o Ricardo Salles já foi embora. Vai correndo fascista pra cá, fascista pra lá, e o Roberto Jefferson está preso, a Zambelli tá na cadeia… vitória do Brasil”, diz a fala final com a música já de fundo.