DESESPERADOR

VÍDEOS: Tremendo e com água até a cintura, idoso resiste em deixar sua casa no RS

O homem de Venâncio Aires acabou sendo convencido pelo Corpo de Bombeiros, foi resgatado e passa bem; enchentes no RS já causaram a morte de, pelo menos, 41 pessoas

Idoso teve que ser convencido a deixar sua casa tomada pela água no RS.Créditos: Reprodução
Escrito en BRASIL el

Um vídeo que mostra um momento desesperador em meio às enchentes que assolam o Rio Grande do Sul viralizou nas redes sociais. Trata-se de uma gravação feita por bombeiros durante tentativa de resgatar um idoso na cidade de Venâncio Aires. 

O homem, conforme mostra o vídeo, estava dentro de sua casa totalmente inundada e a água chegava a ultrapassar a altura de sua cintura. Bombeiros tentaram convencer o homem a deixar a residência e ir para um lugar seguro, mas ele se mostrou relutante, mesmo diante da situação degradante, pois temia perder seus poucos bens que não foram destruídos pela enchente. Ele ainda lamenta que seu colchão estava molhado. 

"Eu não posso! Perdi os dois colchões que eu tinha", disse o idoso, tremendo de frio, enquanto os bombeiros afirmavam que só deixariam o local com ele junto. 

Após um tempo, os militares conseguiram convencer o homem a deixar o local acompanhado de sua filha. Ambos foram encaminhados para um centro de acolhida na cidade, onde tomaram banho, foram alimentados e puderem dormir.

"Se não fossem me buscar lá eu ia amanhecer morto", declarou o idoso. 

Veja abaixo vídeo que mostra o homem com a casa alagada e, depois, resgatado no centro de acolhida 

Tragédia no Rio Grande do Sul 

As enchentes que vêm assolando o Rio Grande do Sul nos últimos dias foram provocadas por fortes chuvas, consequência da passagem de um ciclone extratropical pela região.

Até às 17h deste sábado (9), segundo boletim divulgado pela Defesa Civil, 41 pessoas morreram no estado em decorrência dos temporais. 

Confira o balanço:

  • Mortos: 41
  • Resgatados: 3.130
  • Cidades afetadas: 87
  • Desabrigados: 3.193
  • Desalojados: 8.256
  • Afetados: 147.341
  • Feridos: 223

Ajuda do governo federal 

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva conversou por telefone com o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, para colocar seu governo à disposição do estado no suporte às vitimas das enchentes. 

Neste sábado (9), o vice-presidente Geraldo Alckmin, atendendo a uma solicitação de Lula, visitou áreas afetadas ao lado de ministros e presidiu uma reunião do Comitê Permanente de Apoio ao Rio Grande do Sul na capital Porto Alegre. 

Segundo Alckmin, entre as ações do governo federal para ajudar o estado, estão o envio de 5 mil cestas básicas, kits de saúde com capacidade para atender 15 mil pessoas e repasse de recursos federais às prefeituras para as despesas de alojamento e alimentação no valor calculado em até R$ 800 para cada cidadão atingido.