#Fórumcast, o podcast da Fórum
24 de setembro de 2019, 07h39

Acusado de vender sentenças no RJ, desembargador é alvo de operação da PF

Siro Darlan é acusado de vender sentenças para conceder habeas corpus em plantões no TJRJ. No início de setembro, ele foi responsável pela soltura de Anthony e Rosinha Garotinho menos de 24 horas depois que o casal foi preso

Siro Darlan, desembargador do TJRJ (Reprodução/Youtube)

O desembargador Siro Darlan, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, é um dos alvos da operação da Polícia Federal que acontece nesta terça-feira (24) no estado.

Darlan é alvo de um inquérito no Superior Tribunal de Justiça, que apura a venda de sentenças no Fórum da capital.

Os mandatos estão sendo cumpridos na casa do magistrado, na Gávea, Zona Sul do Rio, no gabinete dele, em um escritório na Barra da Tijuca e outro em Resende, no Sul Fluminense.

De acordo com denúncias publicadas em dezembro do ano passado pelo jornal O Globo, o desembargador usava os plantões judiciários para vender habeas corpus e assim, liberar os presos.

No início de setembro, o desembargador foi responsável pela decisão que em menos de 24 horas concedeu liberdade ao casal Anthony Garotinho e Rosinha durante um plantão. Os dois ex-governadores haviam sido presos preventivamente no dia 3 por suspeitas de recebimento de propinas de R$ 25 milhões nas obras de casas populares em Campos dos Goytacazes.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum