Amapá enfrenta novo apagão e 13 cidades ficam sem energia

Governo Bolsonaro diz que houve instabilidade no sistema elétrico e causas estão sendo investigadas

O Amapá registrou novo apagão na noite desta terça-feira (17), por volta das 20h31, deixando 13 cidades sem energia elétrica. De acordo com o Ministério de Minas e Energia (MME), o sistema elétrico apresentou instabilidade, mas há divergências em relação às causas do apagão.

Informações iniciais da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) apontam que a nova queda de energia ocorreu por conta de um curto-circuito na Usina Hidrelétrica Coaracy Nunes. Já o governo Bolsonaro diz que houve instabilidade no sistema, provocada por uma sobrecarga.

“O sistema elétrico apresentou instabilidade e as causas estão sendo investigadas. O sistema está sendo restabelecido gradualmente”, disse o ministério. As informações são da Folha de S.Paulo.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) denunciou o novo apagão nas redes sociais. “Estamos novamente com APAGÃO TOTAL no Amapá. É URGENTE um esclarecimento das autoridades responsáveis sobre o que aconteceu neste momento”, afirmou no Twitter.

O primeiro apagão no estado foi registrado há duas semanas, também atingindo 13 cidades. A causa apontada até então para essa primeira queda de energia foi um incêndio em uma subestação de distribuição de energia elétrica em Macapá.

A subestação que incendiou é operada pela Linhas de Macapá Transmissora de Energia (LTME), da qual a empresa privada Gemini Energy detém 85% de participação.

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.