Fórum Educação
22 de agosto de 2019, 09h53

Amazônia em chamas é destaque no NYT, Le Monde, BBC e veículos mais importantes do mundo

"As chamas são tão grandes que a fumaça chegou a milhares de quilômetros até a costa do Atlântico", destacou o New York Times, que também mencionou falas polêmicas do presidente Jair Bolsonaro

Reportagem do New York Times sobre os incêndios na Amazônia - Foto: NYT

Devido aos incêndios, dados alarmantes de desmatamento e posicionamentos polêmicos do presidente Jair Bolsonaro (PSL), a Amazônia foi colocada na mira dos holofotes internacionais nos últimos dias. Jornais como New York Times, Le Monde Diplomatique, BBC News e outros veículos importantes destacaram o nível recorde de queimadas na floresta. Além disso, “#PrayforAmazonas” foi a hashtag do Twitter mais utilizada, em todo o mundo, nesta quarta-feira (21).

“As chamas são tão grandes que a fumaça chegou a milhares de quilômetros de distância até a costa do Atlântico”, destacou o New York Times, em reportagem especial, também mencionando que o presidente Jair Bolsonaro acusou ONGs de provocarem queimadas na Amazônia para atingir seu governo. Outro dado que o jornal americano trouxe na reportagem foi o aumento drástico do desmatamento na região depois que Bolsonaro assumiu a presidência.

O Facebook silenciou a Fórum. Censura? Clique aqui e nos ajude a lutar contra isso

O jornal francês Le Monde Diplomatique também abordou os incêndios, destacando que seca e desmatamento são os responsáveis pelas queimadas. Já a agência internacional Reuters trouxe a informação alarmante direto no título: “A Amazônia está queimando”, informou.

As catástrofes ambientais e posicionamentos vitimistas de Bolsonaro não chamaram atenção apenas dos veículos internacionais, mas também de blocos econômicos, como é o caso da União Europeia. Por conta da imagem negativa do governo, Alemanha e Noruega congelaram repasses para o Fundo Amazônia, que tem a finalidade de captar recursos para a preservação da floresta.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum