Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
31 de julho de 2019, 10h38

Após massacre em Altamira, quatro são mortos por sufocamento em caminhão do governo do PA

Eles seriam de uma mesma facção e ocupavam a mesma cela na casa penal. No transporte, estavam algemados, divididos em duas celas dentro do caminhão.

Presídio de Altamira, no sudoeste do Pará (Reprodução)

Ao menos quatro presos que se envolveram na briga entre fações que resultou no massacre no presídio de Altamira, no sudoeste do Pará, foram mortos por sufocamento durante o transporte para Belém, em um caminhão da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Segup) do Pará, na noite desta terça-feira (30).

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Segundo a Segup, os presos foram encontrados pela manhã desta quarta-feira (31) com sinais de sufocamento. Os outros 26 presos que estavam no veículo e que seriam levados para a capital estão em isolamento.

Eles seriam de uma mesma facção e ocupavam a mesma cela na casa penal. No transporte, estavam algemados, divididos em duas celas dentro do caminhão.

Massacre
O confronto entre facções criminosas dentro do Centro de Recuperação Regional de Altamira causou a morte de 58 detentos.

Na segunda-feira (29), líderes do Comando Classe A (CCA) incendiaram cela onde estavam internos do Comando Vermelho (CV).

De acordo com a Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe), 41 morreram asfixiados e 16 foram decapitados. Na terça, mais um corpo foi encontrado carbonizado nos escombros do prédio.

Indagado sobre o massacre ocorrido no presídio, Jair Bolsonaro minimizou o número de mortes.

“Pergunta para as vítimas dos que morreram lá o que eles acham, depois que eles responderem eu respondo a vocês”, disse nesta terça-feira (30).

Com informações do portal G1


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum