Fórumcast, o podcast da Fórum
19 de dezembro de 2017, 17h02

Após repercussão, escola de Fortaleza que havia expulsado aluna trans se compromete a pagar seus estudos

A mãe de Lara, uma menina trans de 13 anos que estuda da Escola Educar Sesc, havia denunciado a transfobia da instituição, que não a tratava pelo nome social e havia se recusado a renovar sua matrícula para o ano que vem. Com a repercussão da denúncia e a intervenção da Defensoria Pública, instituição rematriculou a jovem e se comprometeu a pagar seus estudos até o ensino médio

Por Redação

Fórum noticiou, em 22 de novembro, o caso de Lara, aluna trans de 13 anos da Escola Educar Sesc de Fortaleza que vinha sendo, de acordo com a mãe, vítima de transfobia e teria tido sua rematrícula para o ano que vem recusada pela escola. A denúncia, feita pelas redes sociais, atingiu milhares de compartilhamentos e ganhou repercussão nacional.

Ajude a Fórum a fazer a cobertura do julgamento do Lula. Clique aqui e saiba mais.

O alcance da notícia, no entanto, contribuiu para que a história tomasse um rumo diferente. Com a intervenção da Defensoria Pública do Estado, através do Núcleo de Direitos Humanos e Ações Coletivas, o sistema Fecomércio, que administra a escola, entrou em um acordo com a família de Lara em que se comprometeu a pagar os estudos da garota até o ensino médio como forma de reparar os danos morais causados pela transfobia praticada.

Além de bancar os estudos da garota, a Fecomércio garantiu ainda que promoverá campanhas educativas sobre direitos LGBT, sobretudo no ambiente escolar.

“Queremos que os pais saibam que este acordo é real, de verdade, e que o Sesc espera resgatar o que, eventualmente, tenha sido perdido em sua relação com a família da Lara”, afirmou o assessor jurídico da instituição, Eduardo Oliveira Leão

 

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum