Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
28 de março de 2018, 18h23

Bebel pede à Justiça que o músico João Gilberto seja internado à força

A filha solicitou o arrombamento da porta do apartamento onde mora o artista, no Leblon, Rio de Janeiro; juiz exige que seja providenciado um médico

Bebel Gilberto pediu à Justiça o arrombamento da porta do apartamento onde mora seu pai, o músico João Gilberto, no Leblon, Rio de Janeiro. O pedido foi feito pela advogada de Bebel, Simone Kamenetz, ao juiz Renato Lima Charnaux Sertã, da 5ª Vara de Órfãos e Sucessões do Rio de Janeiro. Segundo o blog do Lauro Jardim, em O Globo, Sertã decidiu que, antes de avaliar pelo arrombamento, Bebel deverá “indicar um médico de confiança para acompanhamento da diligência, zelando-se assim pela integridade física” do artista.

O juiz determinou, ainda, que Bebel deve “esclarecer quais as providências que serão adotadas caso haja necessidade da imediata remoção” de João do apartamento para um hospital. O magistrado exigiu que a filha do músico acompanhe o procedimento pessoalmente. Detalhista, Sertã mandou que Bebel indicasse “um profissional do ramo da engenharia, habilitado a providenciar, no ato da diligência, o reparo da porta, com troca das fechaduras, se necessário”.

Este é mais um capítulo do drama em que vive o criador da Bossa Nova. Aos 86 anos e com saúde frágil, João vive no centro de uma briga familiar que opõe os irmãos Bebel Gilberto e João Marcello, de um lado; e, de outro, Claudia Faissol, mãe de Luiza, a filha mais nova do cantor. Em novembro, Bebel conseguiu na Justiça interditar o pai e, assim, poder decidir por ele sobre assinaturas de contratos e movimentações financeiras. A curatela, no entanto, era provisória e se esgotou em meados de março. Agora, Bebel, tenta a curatela definitiva.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum