Bolsonaristas agridem duas mulheres durante ato golpista de Brasília

Universitárias contam que foram provocadas e chamadas de "esquerdistas" por estarem de "cara fechada" durante a manifestação

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro agrediram duas mulheres na noite deste sábado (6) durante um ato em defesa do governo e contra o Congresso na Praça dos Três Poderes, em Brasília.

De acordo com reportagem do Metrópoles, o caso ocorreu por volta das 19h30, próximo ao Supremo Tribunal Federal (STF). A agressão aconteceu quando duas universitárias se aproximaram da manifestação de carro e foram xingadas pelos participantes.

A estudante Kimberlly Oliveira, de 24 anos, disse que estava com uma amiga dirigindo para São Sebastião. “Tudo começou com um cara que estava balançando bandeiras dos Estados Unidos, do Brasil e de Israel. Eu estava incomodada com o engarrafamento e precisando chegar em casa. Por eu estar com a cara fechada, ele começou a me provocar e a me ‘xingar’ de esquerdista”, disse.

De acordo com ela, outros manifestantes passaram a chutar e bater no carro com pedras e pedaços de pau. “Minha amiga desceu para ver os danos na lataria e a confusão começou de vez. Desci para filmar os agressores e levei um soco, que fez meu celular cair no chão. Ela também foi bastante agredida. Estou nervosa até agora”, disse.

A Polícia Militar (PMDF) agiu para conter os agressores e orientou as estudantes a irem para casa.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.