Fórumcast, o podcast da Fórum
12 de junho de 2019, 16h30

Brasil é o país mais afetado em ataque ao Telegram realizado nesta quarta-feira

A empresa assegura que o serviço não foi hackeado, e sim que sofreu um ataque de bots, que tornou serviço mais lento ou simplesmente interrompeu a transmissão em algumas regiões

Mapa produzido pelo site Down Detector mostra os lugares mais atingidos pelo ataque ao Telegram.

O Telegram sofreu um ataque de bots nesta quarta-feira (12) que afetou o serviço em todo o continente americano, especialmente em algumas regiões do Brasil. Segundo o mapa organizado pelo site Down Detector, é possível ver que o Sudeste e parte do Centro-Oeste e do Nordeste brasileiros são as áreas onde o serviço foi mais comprometido.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Um comunicado difundido pela empresa via Twitter diz que “nós enfrentamos um poderoso ataque DDoS, e os usuários do Telegram nas Américas e alguns outros países podem enfrentar problemas de conexão”.

O Telegram também afirma que o serviço não foi hackeado, e sim que sofreu um ataque de bots, que tornou serviço mais lento ou simplesmente interrompeu a transmissão em algumas regiões.

O mapa não apresenta números específicos de usuários afetados, mas aponta os locais onde o serviço apresentou maior lentidão ou interrupção temporária – os locais onde as manchas mostram tonalidades mais escuras são os mais atingidos.

A notícia de ataques ao Telegram vem em meio ao escândalo de conversas de procuradores e do ministro Sérgio Moro vazadas através do aplicativo.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum