Câmara segue Senado e aprova MP que permite privatização da Eletrobras

Levantamento divulgado em maio pela Associação dos Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres aponta que a conta de luz vai aumentar em até 20% com a privatização

Assim como o Senado, a Câmara dos Deputados desferiu um duro golpe à população brasileira. O Legislativo aprovou, nesta segunda-feira (21), a Medida Provisória (MP) 1.031, que permite a privatização da Eletrobras, a maior empresa de energia elétrica da América Latina.

Os deputados votaram o texto-base e aprovaram a redação por 258 a 136. Em seguida, analisaram os destaques, que objetivavam alterar o conteúdo da MP. Agora, o texto segue para sanção de Jair Bolsonaro.

A privatização da Eletrobras vai trazer inúmeros problemas para a população. Entre eles, o aumento da conta de luz, porque o texto prevê medidas que geram custos a ser pagos pelos consumidores.

Conta mais cara

Levantamento divulgado em maio pela Associação dos Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres (Abrace) aponta que a conta de luz vai aumentar em até 20% com a privatização da empresa.

O modelo de privatização da estatal é a capitalização, na qual são emitidas ações que diminuem a participação da União no controle da empresa.

Atualmente, o governo conta com 60% das ações da Eletrobras. Com a privatização, o percentual cairá para 45%.

Com informações do G1

Avatar de Lucas Vasques

Lucas Vasques

Jornalista e redator da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR