O que o brasileiro pensa?
27 de maio de 2018, 09h19

Caracazo: Primeiro supermercado a ser saqueado é do litoral de São Paulo

Caso aconteceu na cidade de Praia Grande, onde um grupo de jovens invadiu um mercado para pegar bebidas e cigarros em plena tarde

Cerca de 20 homens invadiram um supermercado na tarde deste sábado (26) na cidade de Praia Grande, litoral sul de São Paulo. O mercado é localizado numa avenida movimentada, a Estados Unidos, e o saque ocorreu em plena tarde.

Segundo clientes, uma parte do grupo ficou ao lado de fora e a outra entrou se dirigindo à seção de bebidas e cigarros. Seis pessoas acabaram detidas e parte dos produtos foi recuperada.

A situação revela o caos e risco de convulsão social que vive o Brasil, abrindo as portas para um possível Caracazo, como ocorreu em 1989, na Venezuela.

“O Caracazo aconteceu de forma pouco organizada, mas muito violenta por parte da população porque o governo estava completamente desacreditado, o desemprego era imenso, havia muita gente passando fome no país e com o aumento do combustível as pessoas perceberam que não iam ter condições sequer de fazer o básico”, diz artigo do Blog do Rovai publicado neste sábado (26).

A taxa de desemprego disparou a partir de 2016, após Michel Temer assumir a presidência, alcançando 13,7 milhões de pessoas, segundo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“A greve dos caminhoneiros destampou uma panela cuja água está fervendo desde o golpe contra Dilma. Que não foi realizado apenas para tirar o PT e setores da esquerda do governo, mas para implantar uma política neoliberal entreguista e anti-povo cujo preço é o aumento da pobreza e da miséria em níveis recordes em tão curto espaço de tempo”, alerta.

Vale lembrar que neste sábado (26), outra ação revelou o caos instalado: pessoas brigaram e se atracaram em um posto na cidade satélite Gama, no DF, disputando combustível.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum