Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
14 de janeiro de 2020, 15h11

Carnaval do Rio: o buraco é mais embaixo

Enquanto não se atentarem que não adianta resolver tudo na base do tiro, porrada e bomba a situação só vai piorar

Polícia e Guarda Municipal instalaram caos na abertura do Carnaval carioca (Reprodução)

Por André Lobão*

Os grandes blocos do Rio de Janeiro são consequência da Indústria Cultural que cria esse carnaval que não pertence mais a cultura popular. São empresas que o transformam em negócio no qual o público é apenas secundário. Aí entra o Estado que apoia o jabá e distribui porrada ao povão que foi lá curtir a festa, e depois jogando bombas e dando cacetadas para acabar com o furdúncio.

Mas aí vão dizer que a culpa é das pessoas que não sabem curtir uma festa e que são mal-educadas, mas esses não apontam de fato a responsabilidade de quem organiza o evento e deve dar a segurança mínima para quem está presente.

Ladrão tem até dentro do Rock in Rio, a polícia vai lá e acaba com o festival aos sopapos e com bombas? Claro que não.

Na festa do campeonato da Libertadores a torcida do Flamengo foi massacrada da mesma forma ao final da comemoração no Centro do Rio de Janeiro.

Você acha que vivemos num país e cidade apaziguada e harmônica? Entorpecem o povão com Indústria Cultural, querem vender mais cervejas, camisas e sensação de alegria negando a realidade da maioria da população e depois para acabar com alguma festa é só “enxotar” distribuindo bombas de efeito moral?

O Rio de Janeiro é uma bomba-relógio prestes a explodir, não é o Rio de Janeiro da Susana Naspolini, do RJ TV, da Globo, em que as pessoas fazem festa quando o alvo do flash ao vivo é um buraco na rua. O Rio de Janeiro é a cidade do trânsito ruim pra cacete, dos transportes públicos privatizados que mal funcionam como a Supervia (sistema de trens), dos ônibus apodrecidos, do Subúrbio e Baixada abandonados, e das favelas que sofrem com o controle social do Estado na base do tiro.

Para ter paz numa cidade como essa não adianta tirar o bode da sala, ou seja, acabar com os blocos. Para ter paz e sossego na cidade não vai adiantar esconder as pessoas e o direito delas de ir e vir à Copacabana e Ipanema.

Enquanto não se atentarem que não adianta resolver tudo na base do tiro, porrada e bomba a situação só vai piorar. Imagine você a quantidade de “empreendedores”, como diz o Fantástico, vendendo suas mercadorias como cerveja, refrigerante e água em um bloco como o da Favorita em Copacabana em um calor insuportável de 50 graus? Estimulam o desemprego com reformas Trabalhistas e da Previdência e não querem pagar o custo disso?

O buraco aqui é mais embaixo, e o carnaval vem aí!

*Jornalista do Sindipetro

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum