Casos de crimes de apologia ao nazismo explodem após eleição de Bolsonaro

Em 2020, a Polícia Federal registrou 110 ocorrências, o que representa crescimento de 59% em relação a 2019

Publicidade

Os crimes de apologia ao nazismo no Brasil aumentaram muito nos últimos dez anos. No entanto, as ocorrências explodiram depois de 2018, ano em que Jair Bolsonaro foi eleito presidente da República.

Em 2020, por exemplo, a Polícia Federal (PF) registrou 110 casos, o que representa crescimento de 59% em relação a 2019.

Publicidade

Os dados obtidos pelo Núcleo Investigativo da CNN junto à PF apontam que, entre 2018 e 2020, o número saltou de 20 para mais de 100.

Informações ainda parciais referentes a 2021, atualizados até quinta-feira (21), dão conta de que houve 51 novos casos, em apenas 13 estados. Em comparação, ocorreram 26 ocorrências em 2017, 20 em 2018 e 69 em 2019.

Publicidade
Publicidade

Liderança

No período entre 2011 e 2020, a PF apontou 282 inquéritos para investigar crimes de apologia ao nazismo no país. O número de registros aumentou de 11, em 2011, para 110, em 2020, um aumento de 900% em uma década.

Publicidade
Publicidade

O estado que registra o maior número de casos é São Paulo, onde 77 inquéritos foram abertos desde 2011. Em seguida, aparecem o Rio de Janeiro, com 64 ocorrências, e Paraná, com 28.

Com informações da CNN Brasil

Publicidade
Avatar de Lucas Vasques

Lucas Vasques

Jornalista e redator da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR