Ceará: PM é preso suspeito de atear fogo em carro de crítico à greve

Segundo a vítima, a motivação do crime foi uma crítica feita por ela nas redes sociais contra o motim dos PMs no estado

Policiais civis da Delegacia Regional de Crato, no Ceará, prenderam um policial militar na madrugada desta quinta-feira (20) após denúncias de que ele teria ateado fogo no veículo de uma mulher. Segundo a vítima, a motivação do crime foi uma crítica feita por ela, nas redes sociais, contra a greve dos PMs no estado.

Nesta quarta-feira (19) um grupo de PMs declarou estar em greve ilegalmente no estado. Homens encapuzados foram vistos circulando em viaturas obrigando o fechamento de comércio e forçando as pessoas a ficarem em casa.

O senador Cid Gomes (PDT-CE) foi até a cidade de Sobral tentar conter o movimento, mas acabou sendo alvejado por tiro de arma de fogo em frente a um quartel em que os oficiais estavam amotinados.

A pedido do governador do Ceará, Camilo Santana (PT), o ministro da Justiça, Sergio Moro, determinou o envio de efetivos da Força Nacional para ajudar o governador a enfrentar o motim.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR