Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
16 de janeiro de 2020, 19h41

Cerveja contaminada: Backer teria sido vítima de fornecedora de substância química

Até agora, três mortes em decorrência da ingestão de dietilenoglicol, substância encontrada na cerveja Belorizontina, foram confirmadas; uma quarta morte está sob investigação

Cerveja Belorizontina, da Backer, onde foi encontrada substância tóxica (Reprodução)

A Backer, fabricante da cerveja Belorizontina, que está sendo investigada pela contaminação de consumidores com dietilenoglicol, pode ter sido vítima da fornecedora de monoetilenoglicol, substância usada na fabricação.

Segundo a rádio Itatiaia, um ex-funcionário que trabalhou por dez meses na fornecedora disse à polícia que tem provas de que o monoetilenoglicol era misturado ao dietilenoglicol, mais barato e responsável pela contaminação. A polícia já está investigando a possibilidade no galpão da fornecedora.

A Backer orientou os consumidores a não ingerirem a bebida, e as garrafas estão sendo recolhidas pela Vigilância Sanitária.

Leia também
O que está por trás das denúncias contra a Belorizontina e a Backer?

Até agora, foram registradas quatro mortes devido à síndrome nefroneural por contaminação com o dietilenoglicol, sendo que 18 casos já foram notificados à polícia.

O Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa) informou que já são sete lotes com presença de dietilenoglicol confirmada. A contaminação da água utilizada para produção da cerveja também é uma possibilidade.

“A gente conseguiu evidenciar que a água que tem contaminação está sendo usada no processo cervejeiro. A gente não consegue afirmar de que forma ocorre essa contaminação, se é nesse tanque de água gelada ou em uma etapa anterior. Nenhuma hipótese pode ser descartada: sabotagem, uso incorreto do dietilenoglicol ou vazamento de uma solução para dentro da água”, disse Carlos Vitor Müller, coordenador-geral de Vinhos e Bebidas do Mapa.

A Backer nega a utilização deliberada de dietilenoglicol na fabricação da cerveja.

*Com informações da Rádio Itatiaia


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum