sábado, 19 set 2020
Publicidade

Contra cortes de bolsas, pesquisadores divulgam seus estudos e mostram o que o Brasil pode perder

Nesta semana, ofício publicado pelo presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Abílio Neves, alertou sobre um possível corte drástico nas bolsas de estudos de pesquisas no Brasil a partir de agosto do ano que vem.

De acordo com o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias proposto para o ano de 2019, já utilizando como parâmetro a PEC do Teto dos Gastos Públicos, causará “suspensão do pagamento de todos os bolsistas de mestrado, doutorado e pós-doutorado a partir de agosto de 2019, atingindo mais de 93 mil discentes e pesquisadores, interrompendo os programas de fomento à pós-graduação no país”.

A notícia de mais esse retrocesso do governo de Michel Temer vem causando indignação e protestos nas redes sociais e nas ruas. A hashtag #existepesquisanobr tem viralizado e, nesta sexta (3) foi um dos assuntos mais comentados no Twitter.

A LDO foi aprovada em julho no Congresso Nacional. Temer tem até 14 de agosto para sancionar o documento e até o dia 31 para encaminhar de volta ao Congresso a Proposta de Lei Orçamentária (PLOA). Essa proposta ainda deverá ser discutida pelos parlamentares e precisa ser aprovada até o fim do ano, quando se torna a Lei Orçamentária Anual (LOA).

Confira algumas pesquisas desenvolvidas por brasileiros que podem ser interrompidas

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.