Com mais de 100% de leitos de UTI ocupados, prefeita de Bauru vai a culto na igreja da mãe

Culto no Domingo de Páscoa, após liberação de Kássio Nunes, do STF, também foi transmitido nas redes. Nesta quarta, bispa Lúcia Rosim, mãe de Suéllen Rosim (Patriotas), divulgou pix pedindo dízimo: "seja um semeador"

Aliada de Jair Bolsonaro, a prefeita de Bauru, Suéllen Rosim (Patriota), participou de um culto na igreja Ministério Produtores de Esperança (Mipe), que é liderada pela mãe, a bispa Lúcia Rosim, no último domingo (4), após o ministro Kássio Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF) liberar os eventos presenciais nos templos. O culto também foi transmitido ao vivo pelas redes sociais.

A retomada dos cultos presenciais pela família Rosim acontece em meio a um caos vivido na cidade do interior paulista, que nesta quarta-feira (7) tinha 117% dos leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) ocupados.

Nesta terça (6), a bispa Lúcia disse que na sexta-feira (9) abrirá para culto presencial outra filial da Mipe que sua família comanda, em Birigui (SP), a 175 km de Bauru.

Nesta quarta, a bispa fez uma live e pediu dízimo nas redes: “seja um semeador”, escreveu, divulgando dados de conta e até do pix da igreja para doação dos seguidores.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.