Dimas Covas atribui aumento de mortes por Covid-19 no Brasil a negacionismo: “Estamos perdendo a batalha”

Diretor do Instituto Butantan diz que pandemia avança por falta de responsabilidade do governo Bolsonaro. "Falta de um discurso unificado é fatal", afirma

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, disse que o negacionismo e a falta de responsabilidade do governo Bolsonaro contribuíram para o aumento de mortes por Covid-19 no Brasil. Nesta terça-feira (6), o país registrou pela primeira vez mais de 4 mil óbitos pela doença de um dia para o outro.

“Não temos uma adesão nacional e um discurso único. Temos muitos discursos, inclusive os contrários a isso. Discursos de autoridades importantes da República que dizem que as pessoas não têm que ficar em casa”, pontuou Dimas.

“Hoje o Brasil é campeão do mundo na epidemia, e isso significa uma vitória do negacionismo. Estamos perdendo a batalha”, completou.

Para o diretor do Butantan, instituto responsável pela produção da CoronaVac, a pandemia avança no país de “uma forma muito tranquila” por conta da inércia do governo federal sobre a situação. “A falta de um discurso unificado e de um entendimento correto do que é a epidemia é fatal”, afirmou.

Segundo balanço do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), 4.195 pessoas morreram em decorrência da Covid-19 nas últimas 24 horas. Desde o início da pandemia, já foram contabilizados 336.947 óbitos causados pela doença.

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.

Você pode estar junto nesta luta.

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR