Rui Costa compara governo Bolsonaro a “seitas que têm provocado milhares de mortes no Brasil”

O governador da Bahia demonstrou revolta e indignação com a Anvisa, que está protelando a autorização de importação da vacina Sputnik V por parte dos governos do Nordeste

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), demonstrou revolta e indignação com a postura da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que está protelando a autorização para os governadores do Nordeste importarem a vacina Sputnik V, contra a Codid-19. Ele comparou a postura do governo Bolsonaro a “seitas, que tem provocado milhares de mortes no Brasil”.

“Eu ficava me perguntando como é que algumas seitas no mundo levavam as pessoas a se explodirem para matar outras pessoas. Ou via a insensibilidade das cenas do Estado Islâmico, que decepava cabeças. Hoje, eu vejo o comportamento, na minha opinião, de uma verdadeira seita, que tem provocado milhares de mortes no Brasil, mentindo e iludindo as pessoas, criando a falsa sensação de segurança, defendendo um kit que está desmoralizado”, desabafou Costa, após reunião com a Anvisa, que terminou na noite desta terça (6).

“Saí da reunião demonstrando toda minha indignação e perplexidade com essa postura da Anvisa. O Brasil, em um caos completo, caminha para chegar a 400 mil óbitos e mais de 4 mil por dia e a Anvisa ainda protelando a autorização de importação da vacina por parte da Bahia e dos governos do Nordeste. É inadmissível”, acrescentou o governador baiano.

Ele destacou que o Brasil e os brasileiros não merecem essa conduta e essa postura do governo federal.

“Eu disse na reunião da Anvisa: quero demonstrar aqui minha perplexidade, minha absoluta indignação com o que vocês estão fazendo para atrasar sistematicamente a chegada de vacinas ao Brasil. Indignação com o que vocês fizeram desde o primeiro dia da Covid-19”, ressaltou.

Costa lembrou que, no início da pandemia, estados, como a Bahia, tentaram criar barreiras em aeroportos e BRs com o objetivo de impedir que pessoas chegassem contaminadas e contaminassem outros. “Vocês entraram na Justiça para impedir que o estado fizesse isso”, destacou.

Planeta em risco

O governador mencionou, ainda, que o mundo inteiro está preocupado com o país. “O planeta corre risco com o comportamento do Brasil. É preciso que o Brasil controle a pandemia, sob pena de colocar a saúde do planeta em risco, porque nós viramos um verdadeiro laboratório a céu aberto. Estamos produzindo novas variantes do vírus todo dia. Já, já aparece uma que nenhuma vacina vai cobrir e aí vai começar tudo outra vez, de perseguir novas vacinas que cubram as novas variantes que estamos produzindo”, projeta Costa.

Para ele, o momento deveria ser de união e solidariedade entre as pessoas. “Era para todos os brasileiros estarem unidos para derrotar esse vírus. Infelizmente, não é isso que estamos vendo. Estamos vendo alguns estimularem, alimentarem, cultuarem o caos, talvez para tentar esconder sua incompetência, sua incapacidade”, completou.

Avatar de Lucas Vasques

Lucas Vasques

Jornalista e redator da Revista Fórum.