sexta-feira, 25 set 2020
Publicidade

Coronel da PM da Bahia diz que turista “assumiu o risco” de sofrer estupro ao caminhar em praia

Ao comentar sobre um caso de estupro que aconteceu na praia de Itapuã, Salvador (BA), o coronel Eurico Filho Silva Costa, comandante da 15ª Companhia Independente da Polícia Militar, tentou se eximir da responsabilidade de proteção e culpabilizou as vítimas. Na terça-feira (7), um casal de turistas do Piauí caminhava na orla quando foi surpreendido por dois assaltantes, que roubaram os dois e ainda abusaram da mulher.

“Foi um comportamento de risco. O que uma pessoa vai fazer numa praia deserta das 19h às 23h, quando ocorreu estupro? Vai fazer o quê? Ela assumiu o risco”, declarou o policial em entrevista ao jornalista Bruno Wendel, do Correio da Manhã.

Segundo o oficial, a PM não tinha obrigação de garantir a segurança dos casal. “O casal teve um tipo de comportamento que não podemos nos responsabilizar. Se um carro trafega a 200 km/h, o motorista assume as consequências, o risco de bater, capotar. Foi a mesma coisa que aconteceu”, declarou.

Em depoimento dado pelo casal, eles afirmam que estavam na praia desde cedo e que foi esvaziando aos poucos. Em dado momento, foram surpreendidos por dois homens que assaltaram o casal. Um deles abusou da mulher e ainda tentou fingir que era o namorado dela para não ser pego pela polícia.

O estuprador foi preso pela Delegacia de Proteção ao Turista (Deltur) e o outro está internado no Hospital Geral do Estado (HGE), após passar por linchamento.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.