O que o brasileiro pensa?
01 de novembro de 2019, 16h12

Cruzeiro paga jornalistas para falar bem do clube

Equipe mineira vive uma crise administrativa que se reflete em campo, com a campanha fraca no Campeonato Brasileiro

Foto: Reprodução

Além de brigar dentro de campo para não ser rebaixado pela primeira vez na história para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro vive uma crise que extrapola as quatro linhas. O clube é investigado por fazer pagamento de dívidas utilizando o valor do contrato de atletas, sendo alguns deles menores de idade. A prática, segundo as leis trabalhistas, é ilegal.

Para melhorar a imagem do clube diante da torcida e não ter apenas críticas, a gestão de Wagner Pires de Sá pagava jornalistas e blogueiros para que só falassem bem do clube. Segundo a matéria do jornalista Rodrigo Campelo, do Globoesporte.com, o time mineiro fazia isso por meio de contratos que seriam para ações de publicidade do clube.

O jornalista Artur Vibrantinho e os blogueiros, PC Almeida e João Carlos Felisberto recebiam valores que variavam entre R$ 4 mil e R$ 7 mil. Eles se defendem afirmando que não atuavam como jornalistas, mas como torcedores, e que não viam incompatibilidade, nem imparcialidade com os conteúdos que produziam. O único que rompeu com a direção do clube mineiro foi Felisberto, que agora usa as suas redes para atacar os cartolas cruzeirenses.

Divulgação da marca

Por sua vez, o Cruzeiro não nega o pagamento aos jornalistas e diz que eles agiam de forma a divulgar a marcar do clube. “O Cruzeiro Esporte Clube tem como política não discutir de forma individualizada contratos com fornecedores e prestadores de serviços. Os acordos vigentes seguem política estratégica dos departamentos e, como todos os atos da diretoria executiva, estão sujeitos à fiscalização dos órgãos competentes dentro da associação. Entendemos que as questões formuladas são referentes a assuntos internos, portanto não devem ser discutidas na imprensa. Reiteramos, por fim, que os contratos respeitam todas as regras e o estatuto do clube”, disse o clube, em nota.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum