Fórumcast, o podcast da Fórum
09 de setembro de 2019, 18h41

Da devastação à crise diplomática: a Amazônia de Bolsonaro em 32 manchetes

Fórum organizou uma cronologia dos fatos, em 32 manchetes, que explicam o porquê Bolsonaro é visto, hoje, como o principal inimigo do meio ambiente em todo o mundo

Bolsonaro e o incêndio na floresta amazônica (Montagem)

Dados recentes divulgados pelo Instituto de Pesquisas Espaciais (Inpe) dão conta de que agosto registrou o número de queimadas mais alto desde 2010. Neste mês, a Floresta Amazônica virou o centro das atenções do planeta, com personalidades, ativistas e lideranças mundiais criticando o governo brasileiro pela política ambiental considerada complacente e exigindo uma atuação mais firme na proteção da floresta que é considerada o “pulmão do mundo” – ainda que não seja um rótulo totalmente correto cientificamente.

O desmatamento da Amazônia tem chamado atenção desde junho, quando o Inpe e organizações ambientais fizeram alertas de que o presidente dava sinal verde para madeireiros e garimpeiros avançarem sobre a mata. Em meio a críticas, Bolsonaro e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, atacaram o ex-diretor do Inpe, Ricardo Galvão, e Organizações Não-Governamentais (ONGs).

O caso foi se espalhando quando Alemanha e Noruega anunciaram a retirada dos investimentos no Fundo Amazônia devido a uma falta de compromisso com o meio ambiente e a mudanças estruturais nos órgãos promovidas por Salles. O presidente começou a atritar com líderes mundiais e mandou os dois países “reflorestarem a Alemanha”.

Em agosto o assunto ganhou repercussão internacional, principalmente pelo fato do desmatamento desencadear queimadas de grandes proporções. Bolsonaro passou a ser visto como um “vilão ambiental” em todo o mundo e líderes mundiais convocaram uma reunião do G-7 para tratar da Amazônia, uma coisa impensável há anos atrás. Essa convocatória gerou atritos entre o presidente francês Emmanuel Macron e Bolsonaro, que atacou, inclusive, a primeira-dama francesa Brigitte Macron.

Confira uma cronologia dos principais acontecimentos:

2 de julho de 2019

Governo Bolsonaro: Desmatamento da Amazônia cresce 60% em junho, comparado ao ano passado

Em comparação com junho de 2018, houve um aumento de 60% no desmatamento da região amazônica, segundo dados do INPE. Os números são questionados pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que defende a contratação de empresas estrangeiras para essas medições. Saiba mais aqui.

7 de julho de 2019

Bolsonaro rebate críticas sobre desmatamento: “Brasil é virgem que todo tarado de fora quer”

Presidente comparou o interesse da comunidade internacional em preservar a Amazônia ao apetite sexual por pessoas virgens; “Desculpe aqui as mulheres”. Saiba mais aqui.

19 de julho de 2019

Bolsonaro critica diretor do Inpe por dados sobre desmatamento que ‘prejudicam’ nome do Brasil

O presidente protestou e voltou a afirmar que dados sobre desmatamento não condizem com a realidade. Saiba mais aqui.

20 de julho de 2019

Diretor do Inpe rebate Bolsonaro: “atitude pusilânime e covarde”

Ricardo Magnus Osório Galvão considera que Bolsonaro age como se estivesse em um botequim e não na Presidência, com afirmações “impróprias” e “sem embasamento”. Saiba mais aqui.

28 de julho de 2019

Capa do New York Times denuncia aumento de desmatamento da Amazônia no governo Bolsonaro

Jornal norte-americano apresenta uma matéria que denuncia a falta de políticas ambientais do governo brasileiro. Saiba mais aqui.

3 de agosto de 2019

Diretor demitido do Inpe diz que era proibido de disparar alertas sobre desmatamento

Ex-diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Ricardo Galvão, diz ter enfrentado dificuldades para alertar órgãos ambientais sobre o avanço do desmatamento no país. Saiba mais aqui.

6 de agosto de 2019

‘Sou o capitão motosserra’, ironiza Bolsonaro após críticas sobre aumento do desmatamento

Segundo dados de satélites do Inpe, mais de 1.000 km² de floresta amazônica foram derrubados na primeira quinzena de julho – um aumento de 88% em relação a junho de 2018. Saiba mais aqui.

10 de agosto de 2019

Política de desmatamento de Bolsonaro faz Alemanha suspender R$ 155 mi à Amazônia

Desde 2008, já foram disponibilizados 95 milhões de euros (por volta de 425 milhões de reais) através dessa iniciativa para projetos de proteção florestal no Brasil. Saiba mais aqui.

14 de agosto de 2019

Bolsonaro desafia Merkel após ser criticado: “pega essa grana e refloreste a Alemanha, ok?”

O presidente brasileiro desconsiderou o corte feito pela Alemanha no Fundo da Amazônia e minimizou as críticas de que ele estaria fazendo um governo descomprometido com o meio ambiente. Saiba mais aqui.

15 de agosto de 2019

Depois da Alemanha, Noruega congela repasses para Fundo Amazônia

“Houve um aumento significativo em julho em relação ao visto no início passado, há motivos para preocupação. O que o Brasil fez mostra que ele não quer mais conter o desmatamento”, declarou o ministro do Clima e Meio Ambiente da Noruega. Saiba mais aqui.

18 de agosto de 2019

Apesar das críticas de Bolsonaro, balanços oficiais de desmatamento confirmam alertas do Inpe

A taxa oficial ficou em 7,5 mil km² de desmatamento na Amazônia, 64,8% maior do que foi divulgado pelo ex-diretor do Inpe, Ricardo Galvão. Saiba mais aqui.

20 de agosto de 2019

Dia virou noite: Com Bolsonaro, queimadas aumentaram 82%

Nuvens baixas e carregadas, associadas a frente fria, somaram com a fumaça das queimadas, fazendo com que o dia virasse noite em São Paulo. Tempo deve permanecer nublado nesta terça-feira (20). Saiba mais aqui.

21 de agosto de 2019

Bolsonaro acusa ONGs de provocarem queimadas na Amazônia para atingir seu governo

“Tiramos dinheiro de ONGs. Então, pode ter ação criminosa desses ongueiros para chamar atenção contra minha pessoa, contra o governo do Brasil”, disse o presidente. Saiba mais aqui.

22 de agosto de 2019

Amazônia em chamas é destaque no NYT, Le Monde, BBC e veículos mais importantes do mundo

“As chamas são tão grandes que a fumaça chegou a milhares de quilômetros até a costa do Atlântico”, destacou o New York Times, que também mencionou falas polêmicas do presidente Jair Bolsonaro. Saiba mais aqui.

22 de agosto de 2019

Ministro do Meio Ambiente culpa população do Norte por queimadas na Amazônia

“As pessoas do Norte têm o hábito de por fogo nas coisas, atear lixo, queimar coisas. É uma cultura que vem de muito tempo e precisa ser combatida”, afirmou Ricardo Salles. Saiba mais aqui.

22 de agosto de 2019

Lute pela Amazônia: Atos contra a política ambiental de Bolsonaro no Brasil e no mundo

Atos acontecem no Brasil e em pelo menos sete cidades em outros países, como Alemanha, Espanha, Estados Unidos, Peru e Itália, a partir desta sexta-feira (23). Saiba mais aqui.

22 de agosto de 2019

Macron pede ao G7 reunião de emergência para tratar de queimadas na Amazônia

Em mensagem publicada no Twitter, Macron postou uma foto de um incêndio florestal e chamou as queimadas na Amazônia de “crise internacional” e “emergência”. Saiba mais aqui.

22 de agosto de 2019

Bolsonaro ataca Macron e diz que francês está interessado em ter “um espaço” na Amazônia

Abatido, Bolsonaro rebateu as críticas recebidas internacionalmente por conta de sua política ambiental, considerada complacente com o desmatamento e as queimadas. Saiba mais aqui.

23 de agosto de 2019

Macron chama Bolsonaro de mentiroso e anuncia retaliação comercial

O presidente francês diz ser contra que a Europa assine acordo com o Mercosul após crime ambiental na Amazônia. Saiba mais aqui.

23 de agosto de 2019

Amazônia foi assunto em mais de 10 milhões de tuítes nos últimos 7 dias, aponta pesquisador

Críticas à política ambiental do governo Bolsonaro ganharam uma repercussão equiparada a de grandes ataques terroristas. Saiba mais aqui.

23 de agosto de 2019

O mundo dá voltas: Durante pronunciamento, Bolsonaro é alvo de panelaço por conta da Amazônia

O clima de indignação generalizada contra o governo começa a ficar parecido com aquele que se observou em 2015 e levou a presidenta Dilma Rousseff ao impeachment; a diferença é que Bolsonaro tem apenas 8 meses de mandato. Confira a repercussão. Saiba mais aqui.

25 de agosto de 2019

Amazônia em chamas: Ruralistas combinaram “dia do fogo” no Whatsapp por apoio a Bolsonaro

Mais de 70 ruralistas combinaram por whatsapp incendiar simultaneamente as margens da BR163 em 10 de agosto, o “dia do fogo”, para demonstrar apoio a Bolsonaro pelo “afrouxamento” da fiscalização do Ibama e o perdão de dívidas ambientais. Saiba mais aqui.

26 de agosto de 2019

Macron condena insulto de Bolsonaro à sua esposa: “Triste para o Brasil”

Diferença de idade entre presidente francês e a esposa, Brigitte, gerou posts machistas nas redes sociais. Bolsonaro comentou publicação comparando a primeira-dama francesa a Michelle: “Não humilha cara. Kkkkkkk”. Saiba mais aqui.

26 de agosto de 2019

Pesquisa mostra que preocupação com o meio ambiente corroeu popularidade de Bolsonaro

Levantamento divulgado nesta segunda-feira (26) mostra que 93,5% dos entrevistados consideram a preservação do meio ambiente muito importante. A mesma pesquisa mostra que saltou de 19% para 39,5% a avaliação negativa do governo. Saiba mais aqui.

27 de agosto de 2019

Incêndios na Amazônia são 4 vezes maiores com Bolsonaro, diz agência espacial

“O aumento sem precedentes é relatado como proveniente de desmatamento legal e ilegal, que permite que a terra seja usada para fins agrícolas”, revela levantamento. Saiba mais aqui.

27 de agosto de 2019

Bolsonaro diz que pode aceitar recursos do G7 se Macron pedir desculpas por “insultos”

Os dois presidentes têm trocado inúmeras críticas nos últimos dias por conta de opiniões divergentes com relação à catástrofe ambiental da Amazônia. Saiba mais aqui.

Bolsonaro será denunciado por crime contra a humanidade no Tribunal de Haia

Denúncia que será encaminhada ao Tribunal Penal Internacional de Haya, na Holanda, acusa Bolsonaro pelo crime de ecocídio. Saiba mais aqui.

28 de agosto de 2019

Marcas internacionais iniciam boicote ao couro brasileiro devido às queimadas na Amazônia

Em carta aberta enviada ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, o Centro das Indústrias de Curtume no Brasil (CICB) diz que 18 marcas internacionais, como Kipling, Vans e Timberland, cancelaram a compra de couro do Brasil. Saiba mais aqui.

28 de agosto de 2019

Alvo de críticas, ministro do Meio Ambiente tira 5 dias de repouso por “estresse ambiental”

Colocou o atestado: mesmo com todos os exames normais, Salles recebe recomendação de repouso em meio à crise gerada com o desmatamento e as queimadas na Amazônia. Saiba mais aqui.

29 de agosto de 2019

Bolsonaro imita Dino, o “pior governador”, e também publica decreto proibindo queimadas

A medida é uma tentativa de sinalização internacional aos incêndios que atingem a região amazônica e se transformaram em uma crise de imagem do governo brasileiro, inclusive com ameaça da França de não confirmar o acordo firmado com a União Europeia em julho. Saiba mais aqui.

2 de setembro de 2019

Um dia depois de Bolsonaro proibir queimadas, focos de incêndio dobraram

Decreto não surtiu o efeito esperado pelo presidente, que vem sendo acusado de complacência com a escalada de desmatamento na Amazônia. Saiba mais aqui.

4 de setembro de 2019

Governo anuncia corte de 34% na verba de 2020 para combate a incêndios na Amazônia

Servidores do Ibama afirmam que os incêndios se tornaram algo secundário no ministério; Ricardo Salles teria acabado com departamento responsável pelo controle das queimadas. Saiba mais aqui.

8 de setembro de 2019

Desmatamento na Amazônia em agosto cresce 222% em relação a 2018

Além de agosto, junho e julho, respectivamente, apresentaram crescimento de 90% e 278% no desmate em comparação aos mesmos meses de 2018. Saiba mais aqui.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum