De camiseta da CBF com número 17, Major Olímpio (PSL) entrega medalhas ao Corinthians

Torcedores não gostaram da presença de Major Olímpio (PSL-SP) na premiação do Corinthians após o jogo que deu o título paulista ao time de coração do ex-presidente Lula; senador teria sido até mesmo agraciado com uma medalha pela Federação Paulista de Futebol (FPF)

Torcedores do Corinthians e até mesmo de outros times se revoltaram com a presença do senador Major Olimpio (PSL-SP) na entrega das medalhas, neste domingo (21), após a partida que levou o timão ao tricampeonato paulista.

Após vencer o São Paulo por 2×1, jogadores do Corinthians receberam as medalhas e foram cumprimentados pelo senador bolsonarista que, inclusive, tinha uma das medalhas penduradas em seu peito. Imagens mostram que o parlamentar deixou a cerimônia usando a medalha, que teria sido um mimo da Federação Paulista de Futebol (FPF). Ele vestia uma camiseta da CBF com o número 17, em referência ao número eleitoral de seu partido e de Jair Bolsoanaro.

A assessoria de Olimpio confirmou que a participação do senador na decisão do Paulistão se deu através de um convite da FPF. Já a entidade não se manifestou sobre o caso.

O Corinthians é o time de coração do ex-presidente Lula, tido como inimigo pelo senador e por todo o clã bolsonarista que compõe o atual governo.

Antes da partida, integrantes do coletivo Democracia Corinthiana ergueram faixas e pediram “Lula livre” no acesso entre o metrô Itaqueta e o estádio onde aconteceu a final do campeonato.

Confira, abaixo, parte da reação da torcida com a presença do senador na partida.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.