Fórumcast #19
04 de agosto de 2017, 13h26

Desembargadora irá processar quem “falou mal” do filho traficante

Segundo um site de notícias de Campo Grande (MS), prints de grupos de Whatsapp estão sendo repassados para Tânia Borges, que pretende identificar quem criticou a decisão que soltou Breno, especialmente jornalistas.

Segundo um site de notícias de Campo Grande (MS), prints de grupos de Whatsapp estão sendo repassados para Tânia Borges, que pretende identificar quem criticou a decisão que soltou Breno, especialmente jornalistas.

Da Redação*

Um site de notícias de Campo Grande (MS) garante que a desembargadora Tânia Garcia de Freitas Borges está disposta a processar todos que ‘falaram mal do seu filho’. Breno Fernando Solón Borges havia sido preso com 130 quilos de maconha, 199 munições de fuzil calibre 762 e uma pistola 9 mm. Contra ele, dois mandados de prisão, que foram suspensos pela Justiça de Mato Grosso do Sul, o que permitiu que ele fosse solto.

De acordo com a notícia, “prints de grupos de WhatsApp com pessoas comentando sobre a prisão e ‘soltura’ do filho dela, Breno Solón Borges, estariam sendo repassados para a desembargadora”. O site ainda esclarece que ‘a ordem é identificar – em especial jornalistas – e processar quem ela não concordar’. A desembargadora entende que sua honra e de seu filho foram achincalhadas porque ‘o caso ganhou repercussão nacional, foi tema de matéria no Jornal Nacional e no Fantástico’. ‘E até motivo de chacota pelo site Sensacionalista’.

Veja também:  Jovem carioca cria projeto que doa compressores de seios a pessoas trans de todo o Brasil

*Com informações do Jornal da Cidade Online

Foto: Reprodução


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum