Entrevista exclusiva com Lula
18 de novembro de 2019, 12h23

Desmatamento na Amazônia cresce quase 30% sob governos Temer e Bolsonaro

O gráfico mostra que durante os governos de Lula e Dilma Rousseff, ambos do PT, o desmatamento na Amazônia teve uma queda vertiginosa. Com o início do golpe, em 2015, e a chegada de Michel Temer ao poder, os números vêem crescendo a cada ano

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Dados divulgados nesta segunda-feira (18) pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) revela que a área desmatada na Amazônia foi de 9.762 km² entre agosto de 2018 e julho de 2019, um aumento de 29,5% em relação ao período anterior (agosto de 2017 a julho de 2018) que teve 7.536 km² de área desmatada.

Os números são do Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite (Prodes), considerado o mais preciso para medir as taxas anuais, e mostram que desde 2008, quando o Prodes marcou 12.911 km², não se via tamanha destruição na Amazônia. O Estado onde o desmatamento mais aumentou foi o Pará, onde bolsonaristas promoveram no mês de agosto o chamado “Dia do Fogo”.

Os dados também representam um aumento anual de 11,4% desde a menor taxa, registrada em 2012, quando o desmatamento havia caído para 4.571 km².

O gráfico mostra que durante os governos de Lula e Dilma Rousseff, ambos do PT, o desmatamento na Amazônia teve uma queda vertiginosa. Com o início do golpe, em 2015, e a chegada de Michel Temer ao poder, os números vêem crescendo a cada ano.

 

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags